Francisco convida "a igreja do Líbano a estar próxima do povo no seu calvário" e a viver "sem luxo"