Papa. Orgulho é a "atitude mais perigosa" do cristão