Os bens comuns são pura mercadoria? Riccardo Petrella dá três ideias para “começar uma revolução”