Uber e taxistas admitem convivência pacífica