Siga-nos no Whatsapp

Terminou a audição da mãe das gémeas. Recorde os momentos principais

21 jun, 2024 - 15:25 • João Malheiro

Daniela Luzado Martins, a mãe das gémeas luso-brasileiras tratadas no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, foi ouvido esta sexta-feira no Parlamento.

A+ / A-
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • EU
    21 jun, 2024 PORTUGAL 20:03
    Há 2 ou 3 dias disse, aqui RR, que no caso das CUNHAS quem deve ser CONDENADO não é quem pede, mas sim quem ACEITA o pedido. É NORMAL que quem pede se GABE do pedido e DIVULGUE o nome de quem o SATISFAZ. Isso é o B Á BÁ de quem pede. O pedido feito a ALGUÉM de VALOR dá, na imaginação do PEDINTE, um estatuto de SUPERIORIDADE para com o OUTRO. É velho e fácil de decifrar quem pede e quem satisfaz o pedido. Este CASO, só é caso por envolver MUITO DINHEIRO, mas PEDIDOS e CUNHAS são o pão nosso de cada dia. Interiorizem, enquanto houver HUMANOS, haverá sempre a CUNHA e o PEDIDO seja onde for. Já agora pergunto aos Senhores DEPUTADOS, gostaram de ver UMA MÃE CHORAR, não gostaram? A Vossa, FARIA o mesmo por VÓS.

Destaques V+