Siga-nos no Whatsapp

Hora da Verdade

Rui Moreira: “Entre Pinto da Costa e Villas-Boas, votarei Pinto da Costa”

21 jul, 2022 - 07:00 • (Renascença), Margarida Gomes (Público)

Numa corrida à presidência do Futebol Clube do Porto que coloque em disputa Pinto da Costa e André Villas-Boas, o autarca da Invicta não tem dúvidas: "votarei em Jorge Nuno Pinto da Costa". Rui Moreira garante que "neste momento" uma candidatura sua à liderança do clube "não é uma situação que coloque" e mantém o "tabu" sobre o que poderá acontecer no futuro. Para já, garante, "não há verdadeiramente esse chamamento"

A+ / A-
Rui Moreira quer Sá Carneiro na solução para novo aeroporto de Lisboa
Veja aqui a entrevista a Rui Moreira na íntegra

Em entrevista ao programa Hora da Verdade da Renascença e do jornal Público, o presidente da câmara do Porto considera "perfeitamente legítimo que alguém como André Villas-Boas" mostre interesse em avançar para a presidência do clube. A mesma legitimidade que atribui também ao antigo guarda-redes Vítor Baía.

Qual seria o melhor nome para suceder a Pinto da Costa no FC Porto? Se André Villas-Boas avançar, apoia-o?

Enquanto o senhor presidente Jorge Nuno Pinto da Costa estiver com saúde, vivo e com vontade para gerir o FC Porto, não me vou pronunciar sobre essa matéria.

Mas Villas-Boas tem vontade de candidatar-se à presidência do FC Porto.

O falecido Pôncio Monteiro numa altura admitiu ser presidente do FC Porto e depois nunca se veio a concretizar. E, no entanto, era uma pessoa muito grata dos sócios.

Há uma sondagem que dá Villas-Boas melhor posicionado na disputa pela presidência do FC Porto do que Pinto da Costa

Não vi essa sondagem.

Foi feita pelo jornal A Bola e dá 59,4% a Villas-Boas…

Não sei como é que o jornal A Bola fez essa sondagem. Apenas direi que se amanhã houver uma eleição entre o Jorge Nuno Pinto da Costa e o André Villas-Boas, votarei em Jorge Nuno Pinto da Costa. Enquanto Jorge Nuno – e eu tenho imenso apreço e amizade pelo André –, estiver capaz de governar o Porto, e ele saberá melhor do que ninguém porque gosta muito do clube, não vejo que me deva pronunciar sobre essa matéria. É mesmo um tabu e peço que respeitem esse tabu. Não é que eu deva nada ao sr. Jorge Nuno Pinto da Costa em termos pessoais. Eu sou de um tempo em que o Porto jogava muito bem e, no fim, perdia. Com ele deixou de perder e, portanto, tenho esta gratidão para com ele.

E esta intenção de avanço de Villas-Boas, como é que a vê? Se é de bom tom, se não é de bom tom?

É de bom tom, claro. É perfeitamente legítimo que alguém como André Villas-Boas, que foi treinador, deixou de ser treinador, é um homem do Porto, é um homem que os sócios conhecem, diga: ‘bom, eu acho que é o momento de virar de página’ e que se queira posicionar. Ele tem toda a legitimidade, tem a legitimidade dele como tem Vítor Baía, que me dizem que também quer.

Também haveria uma legitimidade sua.

Sim, mas, neste momento, não é uma situação que eu coloque.

Disse que para si este assunto é um tabu. Porquê este tabu? É uma questão de respeito por Pinto da Costa?

É uma questão de respeito por Pinto da Costa. Eu sou presidente da câmara, tenho três anos e meio de mandato pela frente.

Teria de desistir?

Não posso ser presidente da Câmara do Porto e andar a concorrer a eleições no FC Porto.

Mas as eleições só são em 2024...

Não sei quando são as eleições.

E se os adeptos quiserem muito que seja candidato?

Nunca sabemos o que é que os adeptos querem. Há uma mística no futebol especial. Os adeptos neste momento se calhar votam assim relativamente a essa sondagem, que acredito que tenha sido bem-feita pelo jornal A Bola, porque não gostam que o FC Porto tenha vendido dois jogadores. Se calhar, amanhã, o Porto ganha ao Benfica e os adeptos no dia seguinte vão cantar todos ‘Pinto da Costa Olé! Pinto da Costa Olé!’ e a sondagem no dia seguinte é diferente. O futebol é uma religião em que os milagres ocorrem ou não ocorrem conforme a bola bate na barra ou entra na baliza. Não há verdadeiramente esse chamamento.

Hora da Verdade com Rui Moreira
Entrevista completa de Rui Moreira
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+