Tempo
|
A+ / A-

Rúben Amorim admite que momento do Sporting não ajudou jogadores a ir à seleção

12 nov, 2022 - 14:29 • Lusa

Os 'leões' vão ter Morita na seleção do Japão, assim como Coates e Ugarte na do Uruguai.

A+ / A-

O treinador Rúben Amorim admitiu hoje que o momento que o Sporting atravessa não ajudou os jogadores do clube a serem convocados para o Mundial de futebol Qatar2022, mas aconselhou-os a pensar já no Euro2024.

Em conferência de imprensa, na Academia de Alcochete, o técnico dos 'leões' admitiu que os jogadores "acreditam sempre que podem ser chamados", mas também que "são inteligentes" e, por isso, têm de olhar para a última convocatória "com naturalidade".

"Obviamente, o momento da equipa não ajudou. Isso é normal, porque o futebol vive de muitas coisas, das escolhas, mas também do momento, a envolvência e isso também é importante. Não conseguimos ajudar esses jogadores, mas o que eles têm de pensar é já na próxima grande competição, que é o Europeu", aconselhou Rúben Amorim.

Nesse sentido, o técnico lembrou que, agora, os seus jogadores que não foram convocados "têm dois caminhos - ou ficam tristes e deixam-se abater, ou seguem em frente" -, mas frisou que "têm um caráter muito grande" e, apesar de falharem esta competição, "podem pensar na outra".

"Eu fui a dois mundiais e não sou, nem de perto, nem de longe, metade do jogador que são o Pote [Pedro Gonçalves] e o [Gonçalo] Inácio. Isso é que eles têm de meter na cabeça. São fases e no próximo estarão lá de certeza, porque nós, como clube, não queremos estar sempre em quinto e em sexto lugar", reconheceu.

A posição que o Sporting ocupa na I Liga, de resto, tem mesmo um peso decisivo na não convocatória dos seus jogadores, que "têm qualidade para a seleção A", mas essa "é uma escolha do selecionador e não tem de interferir" no trabalho que está a ser desenvolvido pelo clube.

"Se estivéssemos em primeiro lugar, de certeza que algum jogador do Sporting estaria lá. E as coisas são mesmo assim. É encarar isso desta forma e não entrar nesta onda de que a formação do Sporting está a trabalhar mal", apelou Amorim.

Os 'leões', no entanto, vão ter Morita na seleção do Japão, assim como Coates e Ugarte na do Uruguai, que defronta Portugal no Grupo H da competição, mas não vão dividir o coração do técnico, que estará "100% com Portugal", até porque os sul-americanos "têm jogadores do Sporting e tudo o que seja eliminar o Uruguai é a favor".

"Vou estar a torcer com a bandeira e a camisola por Portugal, para que os jogadores do Uruguai venham mais cedo. Já disse ao Seba [Coates] que já marcámos os voos para que venham logo na fase de grupos", gracejou o técnico dos 'leões'.

O Sporting não tem qualquer jogador nos 26 convocados da seleção portuguesa para o Mundial2022 de futebol, que arranca em 20 de novembro, situação inédita em fases finais de grandes competições.

Apesar deste desaparecimento, o Sporting está omnipresente na seleção nacional, com oito jogadores formados no clube 'verde e branco', casos de Rui Patrício (Roma, Ita), Nuno Mendes (Paris Saint-Germain, Fra), Palhinha (Fulham, Ing), João Mário (Benfica), Matheus Nunes (Wolverhampton, Ing), William Carvalho (Betis, Esp), Cristiano Ronaldo (Manchester United, Ing), Rafael Leão (AC Milan, Ita), numa lista que inclui ainda o antigo capitão 'leonino' Bruno Fernandes (Manchester United, Ing).

O Campeonato do Mundo realiza-se no Qatar, entre 20 de novembro e 18 de dezembro.

Portugal está integrado no Grupo H, juntamente com Uruguai, Gana e Coreia do Sul, de Paulo Bento, tendo estreia marcada na competição para 24 de novembro, diante dos ganeses, no Estádio 974, em Doha.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+