Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Sporting

Sebastián Coates quer ser português

10 mai, 2022 - 18:15 • Sílvio Vieira

A Renascença apurou que o jogador uruguaio do Sporting já apresentou o pedido de nacionalidade portuguesa. Coates reside em Portugal há mais de cinco anos.

A+ / A-

Já deu entrada nos serviços competentes o pedido de Sebastian Coates para obtenção de nacionalidade portuguesa. A residir em Portugal há mais de cinco anos, o central uruguaio reúne os requisitos necessários para ter cartão do cidadão português e assim tornar-se um jogador comunitário.

Ao que a Renascença apurou, o pedido está em apreciação, e será, por certo, aprovado, mas este é um processo que tem o seu tempo e poderá levar até um ano a ser deferido.

Do ponto de vista desportivo, com nacionalidade portuguesa, Coates abre portas de várias ligas europeias, que têm limite de inscrição e/ou utilização de jogadores extracomunitários.

No entanto, aos 31 anos, com contrato até ao final da próxima época e a perspetiva de extensão do acordo com o Sporting, esta decisão do capitão dos leões tem uma forte dimensão pessoal.

Há seis anos e meio em Portugal, Coates está completamente adaptado ao país e é um dos símbolos do Sporting. Além disso, é um jogador da total confiança de Rúben Amorim. O treinador já se referiu, em várias ocasiões, à importância de Coates em campo e no balneário.

Seba Coates, eleito melhor jogador do campeonato na época passada, chegou ao Sporting em janeiro de 2016, por empréstimo do Sunderland. Um ano depois foi contratado em definitivo pelos leões. É capitão de equipa, tem 280 jogos pelo clube - já está entre os 20 mais utilizados de sempre - e é o terceiro estrangeiro com mais partidas realizadas pelo Sporting, atrás de Polga e Liedson.

Quarenta e quatro vezes internacional pelo Uruguai, o central não pede nacionalidade para jogar por Portugal, naturalmente, mas será cidadão nacional com plenos direitos, por residir no país há mais de cinco anos. Tem um título de campeão nacional, uma Taça de Portugal, uma Supertaça e quatro Taças da Liga.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+