Tempo
|
A+ / A-

Sérgio Conceição. “Quando marcamos no início, fico sempre desconfiado”

10 set, 2022 - 23:07 • Carlos Calaveiras

O FC Porto venceu o D. Chaves por 3-0, com golos de Taremi, Evanilson e André Franco.

A+ / A-

Veja também:


O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, ficou feliz com o triunfo 3-0 diante do D. Chaves, mas considera que ficou “desconfiado” depois de ter marcado cedo.

“Quando existem golos logo no início a nosso favor, fico sempre alerta e desconfiado porque a tendência depois, com o cansaço e o facto de termos jogado há cerca de 72 horas, é entrar-se em gestão, e isso é perigoso frente a uma equipa boa, bem organizada, com jogadores com talento”, refere.

No entanto, o técnico dos dragões reconhece que mantiveram “a coesão, aqui ou acolá não definindo tão bem o momento de pressão, que tem a ver com o que falei anteriormente. Mas procurámos sempre o segundo golo, embora com o Chaves a tentar ameaçar”.

“Na segunda parte criámos mais perigo, estivemos bem em termos estratégicos e com o segundo golo ficamos mais tranquilos. Depois, o 3-0 surgiu com naturalidade perante um adversário com valia”, acrescentou Conceição na “flash-interview” da Sporttv.

Sérgio Conceição comentou as ausências em simultâneo de Pepe e Otávio, dois dos mais influentes jogadores azuis e brancos.

“Não desvalorizando a experiência e voz de comando do Pepe e do Otávio, temos uma equipa que percebe os diferentes momentos do jogo e todos os jogadores conhecem bem as nossas ideias. O Matheus [Uribe] também tem voz de comando, o Diogo Costa vai tendo cada vez mais na organização da linha defensiva, o Taremi também. Confiamos em todos”.

O FC Porto venceu o D. Chaves por 3-0, com golos de Taremi, Evanilson e André Franco.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+