Tempo
|
A+ / A-

FC Porto

Sérgio Conceição: "Inquérito ao Portimonense é uma vergonha"

29 abr, 2022 - 12:04

O treinador do FC Porto lamenta que "muita gente vá atrás do que é dito diariamente" porquem gravita à volta do futebol com prioridades pensadas para atacar.

A+ / A-

Sérgio Conceição diz que o inquérito aberto ao Portimonense, por alegadamente ter apresentado "uma equipa inferior" frente ao FC Porto, "é uma vergonha".

O treinador diz ficar espantado com algumas coisas a que tem assistido e a instauração deste processo é uma delas. Na opinião de Sérgio Conceição a raiz está na escuta do que é dito de forma premeditada.

"As pessoas que andam neste meio têm as suas prioridades. Acho que o inquérito que se abriu a um treinador [Paulo Sérgio] e a uma equipa [Portimonense] é uma vergonha. É um pouco o espelho do futebol português, porque há muita gente que vai atrás do que é falado diariamente e é falado de uma forma pensada, para atacar", comentou Sérgio Conceição, esta sexta-feira, em conferência de imprensa.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (CD) instaurou um inquérito ao Portimonense, "tendo por objeto apuramento de factualidade relacionada com eventual apresentação de equipa inferior em jogo a contar para a Liga".

No comunicado publicado, o CD não justifica as razões da abertura do processo que Paulo Sérgio, o treinador visado, considera ser uma "afronta".

"Sinto-me envergonhado haver alguém com responsabilidades no futebol, alguns que me conhecem bem, pensarem sequer que poderia entrar neste tipo de situações, que se calhar muitos deles andaram envolvidos uma vida inteira. Tenho família, pais, é uma vergonha ver-me associado a suspeitas desta natureza. Fala mais dessas pessoas do que de mim. Subi a pulso e por cá ando", respondeu o técnico do Portimonense.

Em declarações à Renascença, o jurista Diogo Soares Loureiro considera que este processo "não tem pernas para andar". O Portimonense, devido a castigos, lesões e opções de Paulo Sérgio, rodou a equipa no Dragão, no jogo da jornada 30 da I Liga, que o FC venceu, por 7-0.

"Estou em crer que este processo de inquérito tem a ver com a averiguação para perceber se esta poupança e esta rotação de jogadores teve a ver com uma decisão unilateral do Portimonense ou se existiu algum contacto prévio, ou algum acordo que possa ter sido estipulado entre os clubes, porque aí sim, eventualmente poderíamos estar a configurar um ilícito disciplinar nos termos do regulamento”, explica Diogo Soares Loureiro.

Veja a conferência de imprensa de Sérgio Conceição

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • maria ribeiro
    01 mai, 2022 Lisboa 13:29
    Não é uma vergonha porque não há vergonha, o CD pretende interferir na constituição das equipas, no caso este abuso de funções sem vergonha, destina-se a atingir terceiros, os membros do CD devem ser substituídos

Destaques V+