Tempo
|
A+ / A-

FC Porto

Luis Díaz por 45 milhões de euros "será uma pechincha"

28 jan, 2022 - 13:15 • Pedro Castro Alves

Eurico Gomes, antigo jogador do FC Porto, não considera que a venda do colombiano seja um bom negócio. Ainda assim, acredita que os dragões não ficam enfraquecidos.

A+ / A-

Eurico Gomes, antigo jogador do FC Porto, vê a iminente venda de Luis Díaz ao Liverpool por 45 milhões de euros, mais 15 milhões por objetivos, como “um mau negócio” para os dragões. Por estes valores, o extremo internacional colombiano será sempre “uma pechincha”.

"Não concordo que seja um bom negócio", sublinha em Bola Branca.

“O FC Porto não vive com abundância financeira, mas o Luis Díaz vendido por 45 milhões de euros é uma pechincha para quem o compra. E não sei se será o suficiente para salvaguardar as contas do clube”, acrescenta.

O antigo internacional português reitera que este “será sempre um mau negócio”, por um jogador que “faz falta ao FC Porto”.

Substitutos de Luis Díaz são os jovens


Ainda assim, Eurico Gomes acredita que o plantel azul e branco não ficará enfraquecido, porque “já há jovens à porta do onze inicial”.

“São jovens que dão garantias ao Sérgio Conceição e ao FC Porto para que, no caso de o Luis Díaz sair, esteja colmatada a posição. A equipa não vai enfraquecer”, afirma, nesta entrevista à Renascença.

Eurico Gomes representou o FC Porto entre 1982 e 1987. Conquistou dois campeonatos, uma Taça de Portugal e duas Supertaças. Antes, passou pelo Sporting e Benfica, clube onde se formou. Foi internacional por Portugal em 38 ocasiões e marcou três golos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+