Tempo
|
A+ / A-

Sereno e a crise de centrais no FC Porto. Sérgio Conceição tem "legitimidade" para queixar-se

15 dez, 2021 - 13:05 • Luís Aresta

Antigo defesa do Porto admite necessidade de ir ao mercado em janeiro por um central "que possa fazer a diferença". Rúben Semedo, apontado aos dragões, seria "boa hipótese".

A+ / A-

Sérgio Conceição não se conforma com o facto de ter apenas quatro centrais no plantel e Henrique Sereno dá razão ao treinador do FC Porto.

No lançamento do jogo com o Rio Ave, para a Taça da Liga, Sérgio Conceição admitiu estar preocupado com a escassez de centrais, um tema que, revelou, foi colocado no início da época ao presidente, Pinto da Costa, e a Luís Gonçalves, administrador da SAD para o futebol.

Em entrevista a Bola Branca, o antigo central Henrique Sereno refere que as preocupações do técnico do FC Porto "são legítimas desde o início da época". Marcano vinha de grave lesão e não estava a 100%, Mbemba também tem ficado várias vezes de fora e Pepe "anda de lesão em lesão".

"O porto de abrigo do FC Porto é Pepe e, tendo uma lesão, Sérgio Conceição tem toda a legitimidade para falar sobre a situação", sublinha.

O mal de uns é o bem de outros, já diz o povo, e Sereno não deixa de reconhecer que há um lado positivo na crise de centrais no FC Porto: a boa resposta de Fácio Cardoso, em época de estreia no Dragão.

"O ponto positivo é que Fábio Cardoso sempre que tem entrado tem correspondido, tem cumprido o objetivo e ajudado muito o Sérgio Conceição", assinala Sereno, antes de complementar que o treinador do FC Porto "já previa isto": "São muitos jogos que a equipa tem de fazer durante a época e quatro centrais não será suficiente."

Inevitável ida ao mercado e Semedo, o desejado


Henrique Sereno não tem dúvidas de que, em janeiro, a SAD do FC Porto terá de ir ao mercado em busca de um reforço de peso para o eixo da defesa. Não se trata de satisfazer um capricho de Sérgio Conceição, mas sim de dar resposta ao que entende ser uma necessidade premente.

"Dos centrais que estão, só o Fábio Cardoso parece estar a 100%. Seria bom conseguir um bom central", assinala o antigo internacional português.

Quando fala num "bom central", ressalvando que "qualquer jogador que assine pelo Porto tem de ser muito bom", Henrique Sereno destaca que, "neste caso, tem de ser um jogador que possa fazer a diferença".

Confrontado pela Renascença se Rúben Semedo, que regressou ao ativo no Olympiacos e tem sido apontado ao FC Porto, seria uma boa opção, o antigo defesa dos dragões responde afirmativamente.

"Seria uma boa hipótese. Conhece o futebol português, é muito forte fisicamente é ainda jovem. É uma boa opção. É certo que tem os seus problemas, mas qualidade tem, e muita", remata Sereno.

Henrique Sereno está retirado das competições depois de uma longa carreira, repartida por Portugal, Espanha, Alemanha, Turquia e Índia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+