Tempo
|
A+ / A-

FC Porto

José Alberto Costa dá nota máxima ao "exuberante" Luis Díaz

20 out, 2021 - 12:45 • Luís Aresta

Treinador e antigo médio portista torce para que a "exuberância exibicional" de Luis Díaz se mantenha durante toda a época.

A+ / A-

"Exuberante". É a expressão a que José Alberto Costa, treinador e antigo jogador do FC Porto, recorre para definir a época que Luís Diaz está a realizar.

Vão faltando palavras para descrever a crescente influência do avançado colombiano neste primeiro terço da temporada. Frente ao AC Milan, foi Díaz que contrariou a falta de pontaria de Mehdi Taremi para, num remate bem colocado, ser decisivo e dar real esperança ao FC Porto na luta pela passagem à fase a eliminar da Liga dos Campeões.

“Só espero que possa manter este alto rendimento durante toda a época. Para mim, não é novidade: as caraterísticas estão lá e ele está numa fase de exuberância exibicional, atendendo à sua idade e à maturidade que atingiu desde que o chegou ao FC Porto", declara José Alberto Costa, em entrevista a Bola Branca.

Luis Diaz marcou 29 golos nas duas primeiras épocas ao serviço do Porto, onde chegou no verão de 2019, proveniente do Junior Barranquilla, da Colômbia. Com o golo decisivo para a vitória sobre o AC Milan, Diaz totaliza sete remates bem sucedidos na presente temporada.

Receção ao Atlético decisiva


Uma época em que, constata José Alberto Costa, o avançado internacional colombiano, de 24 anos, “tem apresentado altíssimos níveis no plano individual”, tanto na sua equipa “como na própria seleção”.

Nesta entrevista, José Alberto Costa atribui a vitória tangencial (1-0) sobre os italianos a “alguma falta de sorte na finalização”, partilhando da opinião de Sérgio Conceição de que o jogo foi quase prefeito no plano da “atitude, da mobilidade, do rigor e equilíbrio defensivo”. O FC Porto “precisava de uma exibição assim para ter melhores esperanças a nível europeu”, assinala o antigo médio portista.

Na próxima jornada do grupo B, marcada para o dia 3 de novembro, o Porto joga em Milão, onde será importante pontuar, se possível ganhar, antes da deslocação a Liverpool, dia 24 do mesmo mês.

A fase de grupos da Liga dos Campeões encerra a 12 de dezembro, no Estádio do Dragão, com a receção dos portistas ao Atlético de Madrid.

Com o Liverpool perto de carimbar a passagem aos oitavos de final já na próxima jornada – em que recebe os espanhóis – o jogo entre FC Porto e Atlético, na última ronda, poderá decidir quem, entre portuenses e madrilenos, segue em frente na prova. José Alberto Costa “espera que assim aconteça e que o Porto possa conseguir os seus objetivos”.


Segue-se a mudança de "chip"

Depois de se ter imposto com classe sobre o AC Milan, o Porto regressa à luta pelo título no campeonato, já no sábado, em Tondela. Apenas quatro dias separam o palco da Champions do jogo da jornada 9.

“Uma incógnita”, reconhece José Alberto Costa, convicto de que o Tondela tentará “explorar o facto de o Porto ter de se desligar de uma competição e encaixar na outra”.

Em todo o caso, o antigo jogador faz notar que Sérgio Conceição “tem estado atento e, se for o caso, fará as alterações que entender para manter a equipa equilibrada e com um nível alto”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+