Tempo
|
A+ / A-

Pinto da Costa apoia a Volta. "Não vou deixar de viver por ter medo de morrer"

04 ago, 2021 - 16:08 • Redação

Presidente do FC Porto considera que a realização da prova, em tempo de pandemia, "é um ato de coragem e inteligência".

A+ / A-

O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, apoia a realização da Volta a Portugal 2021, que partiu esta quarta-feira para a estrada.

Em declarações à RTP, Pinto da Costa salientou que "toda a gente está ciente da responsabilidade" a que a pandemia da Covid-19 exige, no entanto, não se deve deixar de "fazer vida o mais normal possível".

"Não vou deixar de viver por ter medo de morrer. Porque se não viver por ter medo de morrer, é melhor morrer. A realização desta prova é um ato de coragem e inteligência e faz bem não só a quem participa, como a todos os milhares que assistem a ela. Faz bem ao espírito", vincou.

"Fazer o melhor possível, que é vencer"


A W52-FC Porto volta a ser candidata à conquista da Volta a Portugal, depois de ter vencido três das cinco edições anteriores (as outras duas foram-lhe retiradas após Raúl Alarcón ter sido suspenso por doping).

Para Pinto da Costa, o "segredo" para a equipa vencer tantas vezes "é procurar ter os melhores e, depois, fazer com que cada um por si faça parte de um todo, do qual há de sair um vencedor, seja ele qual for".

Recusando estabelecer paralelismos entre o futebol e o ciclismo, o presidente do FC Porto garantiu que todos os dragões sobre rodas "vão fazer o melhor possível, que é vencer" a Volta a Portugal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+