Tempo
|
A+ / A-

Pinto da Costa: "Eu nem sei onde é Alcochete"

18 fev, 2020 - 15:36 • Redação

O presidente do FC Porto saiu do tribunal sem perceber porque foi arrolado como testemunha, no âmbito do julgamento do caso do "ataque a Alcochete".

A+ / A-

Pinto da Costa esteve cinco minutos no Palácio da Justiça, no Porto, para ser ouvido no julgamento do caso do "ataque a Alcochete" e saiu sem compreender a razão pela qual foi arrolado como testemunha, pela defesa de Bruno de Carvalho. "Eu nem sei onde é Alcochete", referiu aos jornalista, à saída do tribunal.

"Não percebi bem por que vim cá. Perguntaram se conhecia o presidente do Sporting. Conheci muitos e sou amigos de alguns que são vivos", disse o presidente do FC Porto. Pinto da Costa acrescentou que considera que a sua presença não teve qualquer utilidade para o caso.

"Acho que não fui útil. A juíza disse que não era da responsabilidade dela eu ter vindo cá. Desconheço totalmente esse processo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+