A+ / A-

João Coelho falha final dos 400m por um lugar

09 jun, 2024 - 21:15 • Lusa

Já Omar Elkhatib fez o 16.º registo.

A+ / A-

Os velocistas João Coelho e Omar Elkhatib foram eliminados nas semifinais dos 400 metros dos Campeonatos da Europa de Atletismo em Roma, com o nono e 16.º registos, respetivamente.

João Coelho, recordista nacional da distância (44,79 segundos), foi o primeiro dos não apurados para a final, marcada para segunda-feira, cuja última presença foi assegurada pelo suíço Lionel Spitz, com 45,28.

O atleta natural de Alhandra, de 25 anos, que já assegurou a presença nos Jogos Olímpicos Paris'2024, gastou 45,36, no seu melhor registo da época, ficando a oito centésimos de Spitz e da final.

"O nível europeu está muito bom, mas tenho de aceitar e continuar a trabalhar. Temos os Jogos Olímpicos, que são o meu foco, queria fazer o melhor possível aqui e foi o meu melhor hoje, mas aguardem pelos Jogos Olímpicos. Eu sei que vou correr bem, não tenho ritmo, porque ainda não está na altura e só fiz uma corrida para me preparar para aqui", salientou.

João Coelho repete em Roma'2024 o nono lugar dos Europeus Munique'2022, contando ainda com o 28.º posto nos Mundiais Budapeste'2023. Já este ano foi quarto nos Mundiais indoor Glasgow'2024, praticamente um ano depois de ter sido quinto nos Europeus de pista curta Istambul'2023.

Ligeiramente mais lento (45,65), mas mesmo assim mais rápido do que nas eliminatórias (45,80), Omar Elkhatib foi terceiro na terceira série das semifinais e 16.º nesta fase, dominada pelo britânico Charles Dobson, com o tempo de 44,65.

"O meu objetivo era passar à final. Era um sonho, também, e era importante para a minha carreira, mas, apesar de serem os meus primeiros Campeonatos da Europa, acredito que tenho muito para dar. Isto ainda não acabou, porque temos aí a estafeta [4x400 metros], acho que estamos bem e vamos dar tudo", explicou o atleta natural de São Tomé e Príncipe.

Aos 22 anos, o também atleta do Sporting admitiu ter ficado "um bocado desiludido", por não ter melhorado os 45,46 que tem como melhor marca pessoal, alcançados já este ano. "Sei que vou voltar muito mais forte", vaticinou.

O melhor resultado de um português nos 400 metros continua a pertencer a Ricardo dos Santos, que foi sétimo em Amesterdão'2018.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+