Tempo
|
A+ / A-

Laver Cup

Federer diz adeus ao ténis com derrota ao lado do maior rival

24 set, 2022 - 00:26 • Redação

Tenista suíço despediu-se num jogo de pares em Londres, em que fez parelha com Rafael Nadal. Jack Sock e Frances Tiafoe venceram o jogo.

A+ / A-

Roger Federer despediu-se do ténis com uma derrota na Laver Cup, em Londres, num jogo de pares ao lado do maior rival, Rafael Nadal.

O tenista suíço de 41 anos anunciou na semana passada que este seria o seu último jogo da carreira e a O2 Arena encheu-se para assistir ao jogo. Com vários cartazes e muitas homenagens, 20 mil adeptos não perderam o último jogo de Federer.

A partida começou atrasada devido ao jogo entre Andy Murray e De Minaur, mas ninguém saiu do seu lugar, ninguém perdeu a despedida de um dos melhores de sempre do ténis mundial.

O resultado era secundário, o jogo foi emocionante e teve direito a várias homenagens. Federer despede-se com uma derrota anticlimática. A dupla europeia perdeu para os norte-americanos Jack Sock e Frances Tiafoe, após "tie-break" final, que substitui o terceiro "set".

Federer e Nadal venceram o primeiro "set", Tiafoe e Sock empataram no segundo. Num "tie-break" final, a dupla americana levou a melhor, por 11-9.

Depois do fim da partida, Federer não resistiu à emoção do momento. Acompanhado pela restante equipa europeia, com figuras como Nadal, Andy Murray e Djokovic, a maioria dos rivais também não contiveram as lágrimas.

"Vamos ultrapassar isto de alguma maneira, não vamos? Foi um dia fantástico, estou feliz e não triste. Sabe muito bem estar aqui. O jogo foi muito bom, jogar com o Rafa e ter todas lendas aqui comigo foi especial. Não me quis sentir sozinho neste momento, foi um prazer. Soube a uma celebração, era o que queria. Muito obrigado a todos. Foi uma incrível jornada, faria tudo novamente", disse após o jogo, tendo de interromper várias vezes devido às lágrimas.

Federer despede-se do ténis com 20 Grand Slams no currículo: conquistou oito vezes Wimbledon, seis vezes o Open da Austrália, cinco vezes US Open e uma vez o Roland Garros.

Em 1527 jogos profissionais, venceu 1251, esteve 310 semanas na liderança do "ranking" ATP e levantou um total de 103 títulos na carreira.

As lesões marcaram os últimos três anos da carreira e Federer já nem tinha participado em nenhum Grand Slam esta época.

É o primeiro do chamado "Big Three" a retirar-se, também o mais velho. Nadal, de 36 anos, e Djokovic, de 35, ainda vão continuar durante mais algum tempo, mas a despedida de Federer representa também o início do fim de uma era no ténis, em que os três dominaram durante praticamente duas décadas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+