Tempo
|
A+ / A-

Sporting fora da Liga dos Campeões de andebol

27 jun, 2022 - 17:27 • Lusa

FC Porto vai ser a única equipa portuguesa na principal prova europeia da modalidade. Já o Benfica conquistou a Liga Europeia.

A+ / A-

O Sporting não conseguiu integrar o grupo de 16 equipas que vão disputar a Liga dos Campeões de andebol. O FC Porto vai ser o único clube português na edição 2022/23.

A Federação Europeia de Andebol recebeu 13 candidaturas a ocupar as sete vagas em aberto - há nove clubes, entre os quais os dragões, com lugar cativo -, incluindo o Sporting, um dos sete vice-campeões que se candidatou a um “wild-card”.

Aalborg (Dinamarca), Nantes (França), Veszprém (Hungria) e Wisla Plock (Polónia) foram os segundos classificados das provas domésticas que foram aceites na Liga dos Campeões, não sendo atendidos os pedidos dos “vices” de Portugal (Sporting), Roménia (Minaur Baia Mare) e Espanha (Granollers).

Na Liga Europeia, ganha pelo Benfica, houve seis formações a pedirem “upgrade” de competição, sendo que apenas o PPD Zagreb (Croácia), Elverum (Noruega) e Celje Pivovarna Lasko (Eslovénia) viram satisfeita a sua pretensão, ao contrário do Kadetten Schaffhausen (Suíça), do Ystads (Suécia) e do Motor (Ucrânia).

Além do FC Porto, as restantes equipas com lugar assegurado na “Champions” são o FC Barcelona (Espanha), campeão em título, Magdeburgo (Alemanha), GOG (Dinamarca), Paris Saint-Germain (França), Pick Szeged (Hungria), Kielce (Polónia), Dínamo Bucareste (Roménia) e Kiel (Alemanha).

Depois de validadas as recomendações do grupo de avaliação da EHF, as 16 formações vão conhecer o resultado do sorteio da fase de grupos em 1 de julho.

Em sentido inverso, o Comité Executivo da Federação Europeia de Andebol decidiu que o Vardar, campeão macedónio, não cumpriu os critérios de admissão às competições europeias devido à falta de pagamento aos jogadores contratados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+