Tempo
|
A+ / A-

MotoGP. Miguel Oliveira vai para a Ducati em 2023

04 jun, 2022 - 19:33 • Redação

Notícia está a ser avançada como oficial pela Sportv. Há imagens que mostram o piloto português, de 27 anos, a entrar na garagem da marca italiana.

A+ / A-

O piloto português, Miguel Oliveira, atualmente na KTM, já terá assinado contrato com a Gresini-Ducati. A notícia está a ser avançada pela Sportv.

Os rumores da que o português mudará de equipa estão ao rubro, sendo que Simon Patterson, jornalista de MotoGP, publicou nas redes sociais uma imagem de Oliveira e o pai a entrar na garagem da equipa italiana.

Miguel Oliveira troca a KTM pela Team Gresini, da Ducati, na temporada de 2023, substituindo Enea Bastianini, que vai rumar à equipa oficial da Ducati.

Na Gresini terá como colega Fabio Di Giannantonio.

Esta equipa é patrocinada pela OLI, uma empresa portuguesa, de Aveiro, especializada em sistemas sanitários.

Na sexta-feira, em declarações à Renascença, António Ricardo Oliveira, administrador da OLI, diz que o papel da empresa é de “patrocinadores, não é de diretores desportivos”.

Ainda assim, admite: “Claro que a Gresini aborda connosco as opções que estão disponíveis e nós podemos ajudar a orientar um projeto mais orientado para um piloto do que para outro piloto. Mas não é algo que nos preocupe nesta fase da discussão da continuidade da parceria, não fizemos nenhuma consideração sobre nenhum piloto. Obviamente que se o Miguel pudesse vir para a Gresini ficaríamos radiantes. Não podemos esconder isso.”

O australiano Jack Miller assinou há uma semana, em Itália, um acordo para 2023 e 2024 com a KTM, onde substituirá Oliveira.

Nos últimos dias, o piloto português terá recusado a ida para a Tech3, uma vez que pretendia manter-se a equipa de fábrica da KTM.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+