Tempo
|
A+ / A-

Ginasta que exibiu símbolo de apoio à Rússia suspenso por um ano

18 mai, 2022 - 11:14 • Inês Braga Sampaio

Ivan Kuliak também está obrigado a devolver a medalha de bronze e o prémio monetário que conquistou na Taça do Mundo de Doha, onde subiu ao pódio com a letra "Z" ao peito.

A+ / A-

A Federação Internacional de Ginástica (FIG) baniu por um ano o ginasta russo Ivan Kuliak e obrigou-o a devolver a medalha de bronze que conquistou na Taça do Mundo de Doha, em março, por ter exibido o símbolo "Z" de apoio à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Kuliak, de 20 anos, que conquistou a medalha de bronze na prova de paralelas assimétricas, gerou polémica ao subir ao pódio com a letra "Z" no equipamento, na zona do peito. Símbolo que significa "Pela Vitória" e tem sido utilizado pelo exército russo na guerra com a Ucrânia.

"Kuliak violou os estatutos da FIG, o Código de Disciplina da FIG, o Código de Ética da FIG, o Código de Conduta da FIG e os Regulamentos Técnicos da FIG quando usou a letra 'Z' no seu 'maillot'", sublinha a FIG, em comunicado. A suspensão "é válida por um ano e manter-se-á por mais seis meses caso, a 17 de maio de 2023, se mantenham as restrições" que afastam atletas russos e bielorrussos das provas que organiza.

Além da medalha, Kuliak está obrigado a devolver o prémio monetário que recebeu, de 500 euros, e ainda a pagar uma multa de 1.900 euros.

Ivan Kuliak tem, agora, 21 dias para recorrer da decisão da FIG.

Na altura, Kuliak afirmou que não se arrependia de ter exibido o símbolo, ainda que tenha sublinhado que o tinha feito em defesa da paz.

"Vi o símbolo nos nossos militares e procurei pelo significado. Significa 'pela vitória' e 'pela paz'. Não desejo mal a ninguém, só mostrei a minha posição", declarou o ginasta russo, em declarações à imprensa.

A letra "Z" tornou-se simbólica com a invasão russa da Ucrânia e tem sido pintada na lateral de tanques e veículos militares daquele país, além de ter sido usada por políticos pró-guerra na Rússia.

[título corrigido - Z é um símbolo de apoio à Rússia e não da Ucrânia, como inicialmente foi referido]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+