Tempo
|
A+ / A-

Ciclismo

W52-FC Porto. Dois detidos impedidos de exercer funções

25 abr, 2022 - 21:38 • Redação

Após o interrogatório os dois elementos foram postos em liberdade.

A+ / A-

Nuno Ribeiro e José Rodrigues, diretor desportivo e massagista da W52-FC Porto, os dois detidos na sequência da operação Prova Limpa da Polícia Judiciária, foram postos em liberdade, mas com algumas condicionantes.

Ambos têm ambos de se apresentar todas as semanas na esquadra da polícia da área da respetiva residência, não poderão contactar entre ambos e outros envolvidos no processo, assim como não poderão exercer as funções que exerciam antes de serem detidos.

Os dois elementos da equipa W52-FC Porto foram ouvidos esta segunda-feira em tribunal, no Porto.

Após a operação da PJ, a equipa retirou-se do GP “O Jogo” em que estava a participar.

“Foram efetuadas duas detenções e realizadas várias dezenas de buscas domiciliárias e não domiciliárias em diversas regiões do território nacional, visando dirigentes, atletas e instalações de uma das equipas em competição”, revela a nota da Judiciária enviada à redação.

No decurso das diligências, acompanhadas por dois magistrados do Ministério Público, foram apreendidas diversas substâncias e instrumentos clínicos, usados no treino dos atletas e com impacto no seu rendimento desportivo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+