Tempo
|
A+ / A-

Reino Unido junta-se a EUA e Austrália no boicote aos JO Inverno Pequim 2022

08 dez, 2021 - 13:46 • Redação com Lusa

Em causa está o desrespeito das autoridades chinesas por questões fundamentos de defesa dos direitos humanos. Boicote não implica ausência de atletas dos Jogos.

A+ / A-

O Reino Unido juntou-se a Estados Unidos e Austrália no boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno, que se realizam em Pequim, na China, em 2022, por questões de diretos humanos.

O primeiro-ministro inglês, Boris Johson, fez o anúncio esta quarta-feira, em Londres, salvaguardando que, tal como a Austrália e os Estados Unidos, o Reino Unido também terá representação desportiva.

“Haverá, de facto, um boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim. Não haverá qualquer representação diplomática do Reino Unido. É um boicote diplomático e não desportivo, já que essa não é a política do nosso governo”, disse Boris Johnson, na sua sessão semanal no parlamento britânico.

Grupos de direitos humanos têm pressionado um boicote total aos Jogos de Inverno de Pequim, acusando a China de abusos de direitos contra minorias étnicas.

A competição vai decorrer entre 4 e 20 de fevereiro do próximo ano, na capital chinesa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+