Tempo
|
A+ / A-

Ciclismo

Daniela Campos foi 41.ª no Campeonato do Mundo de contrarrelógio

20 set, 2021 - 17:14 • Redação com Lusa

Título sorriu à holandesa Ellen van Dijk, conquistando o título pela segunda vez na carreira.

A+ / A-

A ciclista Daniela Campos foi 41.ª classificada no contrarrelógio do Campeonato do Mundo de Estrada.

A portuguesa, a mais nova em prova, com apenas 19 anos, reconhece que "há muito que não sofria tanto".

Apesar disso, garante que teve "boas sensações" ao longo de 30,3 quilómetros, entre Knokke-Heist e Bruges, na Flandres, Bélgica.

"Foi um esforço importante para saber a que nível me encontro, mas também para ativar o corpo para a prova de fundo. Neste tipo de provas, temos sempre algo a aprender", declarou a atual campeã nacional da especialidade, citada pela Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC).

A prova foi conquistada pela holandesa Ellen van Dijk, conquistando o título pela segunda vez na carreira.

A camisola arco-íris vai voltar a seguir no corpo de Van Dijk, de 34 anos, após já ter vencido esta prova em 2013, depois de hoje cumprir os 30,3 quilómetros entre Knokke e Bruges em 36.05 minutos.

A suíça Marlen Reusser, campeã europeia da especialidade, foi segunda a 10 segundos, com a também neerlandesa Annemiek van Vleuten no terceiro posto, a 24 segundos.

Van Dijk junta este título no "crono" a várias vitórias na temporada de 2021, desde logo há uma semana, ao sagrar-se campeã europeia de fundo e vice nesta especialidade individual.

No “crono” Sub-23 masculino, o campeão foi o dinamarquês Johan Price-Pejtersen, grande favorito ao triunfo, à frente do australiano Luke Plapp, segundo, e do belga Florian Vermeesch, terceiro.

Os Mundiais da Flandres prosseguem na terça-feira com o contrarrelógio para juniores, com a participação de Gonçalo Tavares e António Morgado em masculinos, num exercício plano de 22,3 quilómetros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+