Tempo
|
A+ / A-

Ténis

Frederico Silva não chega ao quadro principal do Estoril Open

25 abr, 2021 - 18:22 • Lusa

Já Nuno Borges carimbou passaporte para a fase seguinte da prova.

A+ / A-

Frederico Silva, o segundo tenista português a jogar a última ronda do “qualifying” do Estoril Open, perdeu diante do espanhol Jaume Munar e falhou o acesso ao quadro principal do torneio disputado no Clube de Ténis do Estoril.

O jogador das Caldas da Rainha, que esta semana atingiu o 171.º lugar no “ranking” ATP, a sua melhor classificação de sempre, não conseguiu contrariar o favoritismo do adversário, 86.º colocado na hierarquia mundial, e acabou por sair derrotado em dois sets, com os parciais de 7-6 (8-6) e 6-3, ao fim de 2h19.

Num encontro renhido e pautado por muitos momentos de altos e baixos, de ambas as partes, Frederico Silva, que sofreu quatro “breaks” e impôs quatro quebras de serviço no “set” inaugural, ainda conseguiu evitar um “set point”, mas não foi capaz de anular o segundo, cedendo ao cabo de 1h22.

No segundo parcial, apesar de um “break” para cada lado a abrir, Munar foi melhor, ao quebrar o esquerdino português em mais duas ocasiões e só sofrer uma quebra de serviço, e conquistou a última vaga disponível no quadro principal, ao lado de outros três “qualifiers”: o português Nuno Borges e os espanhóis Carlos Alcarraz e Pedro Martínez.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+