Tempo
|
A+ / A-

II Liga

Varzim denuncia Leixões e está "preparado" para ficar na II Liga

20 jun, 2022 - 10:50 • Redação

Clube da Póvoa de Varzim diz que tomou conhecimento de "práticas anti-regulamentares" do Leixões, em relação ao licenciamento para as competições profissionais relativamente ao controlo salarial.

A+ / A-

O Varzim, que desceu à Liga 3, denuncia "alegadas práticas anti-regulamentares praticadas pelo Leixões".

Em causa está o "o processo de licenciamento para as competições profissionais e, ainda questões graves, relativamente ao controlo salarial no decorrer do ano de 2022". A 7 de junho, a Liga de Clubes tinha anunciado que o Leixões, para além da Académica, não regularizaram os salários a tempo.

O clube da Póvoa de Varzim acusa o Leixões que os factos foram "observados com total conivência do Conselho de Administração da referida sociedade desportiva, o que, salvo o devido respeito por melhor entendimento, colide frontalmente com os Regulamentos e todos os princípios ético-desportivos impostos pela Liga Portuguesa e pela Federação".

Nesse sentido, o Varzim garante que designou "uma equipa de advogados altamente profissional e, assim como, especialistas da área financeira por forma a que possam averiguar tal situação reportada".

O clube garante que está "devidamente preparado e licenciado para assumir qualquer vaga existente no futebol profissional, caso se confirmem as alegadas irregularidades e a sociedade desportiva nelas visada não seja admitida a participar nas competições profissionais na próxima época desportiva".

O Varzim pede ainda uma "posição forte e clarificadora" da Comissão de Licenciamento da Liga, de Pedro Proença e do Presidente do Sindicato dos Jogadores.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+