Tempo
|
A+ / A-

Leixões garante que jogará a II Liga acusa Varzim de "ameaças e coação"

20 jun, 2022 - 13:29 • Redação

Clube de Matosinhos diz "cumpriu todos os pressupostos exigidos" pela Liga e fala em "jogos de bastidores" do Varzim, que procurava a manutenção na II Liga.

A+ / A-

O Leixões garantiu, em comunicado, que "cumpriu todos os pressupostos exigidos" pela Liga e que vai disputar a II Liga na próxima temporada, apesar das denúncias do Varzim.

Numa nota oficial, o clube repudia e condena o comunicado do Varzim, um clube "que não conseguiu, desportivamente, a permanência na tão desejada II Liga.

"Esclarecemos, desde já, que jamais confundiremos uma Instituição Centenária, Nobre e Honrada, com um par de paraquedistas em perfeita insuficiência cognitiva e com uma sede de poder exacerbada", pode ler-se.

O Leixões acusa ainda o Varzim de "jogos de bastidores perpetuados ao longo destas últimas duas semanas" que se traduziram "num fiasco monumental, com consequências imprevisíveis para quem os possibilitou e executou".

"A coação a empresários de futebol e as ameaças a presidentes de outros clubes foram a cereja no topo de um bolo amplamente fora de validade. O resto, é caso de polícia", acusa o Leixões.

Esta manhã, o Varzim denunciou "práticas anti-regulamentares" do Leixões no processo de licenciamento para as competições profissionais e relativamente ao controlo salarial.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+