Tempo
|
A+ / A-

Mónica Jorge

"Será fácil" bater recorde de assistência do futebol feminino na final da Taça

27 mai, 2022 - 12:15 • Rui Viegas

Mónica Jorge, vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, destaca cariz solidário da partida entre Sporting e Famalicão, no Jamor, e aponta para o crescimento da modalidade.

A+ / A-

Mónica Jorge, vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, acredita que facilmente será quebrado o recorde de assistência do futebol feminino nacional na final da Taça de Portugal, entre Sporting e Famalicão.

"Se estiver um dia brilhante, sabemos que o estádio tem de ter boas condições, e os dois clubes estão a fazer por isso. A Federação está a promover eventos para trazer mais gente ao estádio. Com todo este envolvimento acredito que é fácil bater esses números", disse, à Renascença.

A responsável pelo futebol feminino na direção da Federação aponta ao recorde de 14.221, no recente Benfica-Sporting do campeonato, no Estádio da Luz. Mónica Jorge explica que tem existido forte adesão à partida, cujos lucros da bilheteira vão revertar para uma associação.

"O Sporting voltou a pedir mais bilhetes, isto é bonito também. Sou mãe e percebo ainda mais a nossa responsabilidade perante o mundo. Não quer dizer que os homens não o façam, mas provavelmente temos uma sensibilidade diferenciada para este tipo de causas", acredita.

Seleção impulsiona modalidade

O futebol feminino tem vindo a crescer no país, impulsionado pela seleção nacional, que estará no próximo Europeu.

"Estar presente novamente na fase final do Europeu é importante para o país, para a modalidade e para a federação. É uma representatividade que não queremos deixar de ter, quer na seleção A, como nas camadas jovens. Os clubes já têm participação na Liga dos Campeões. Todo este envolvimento acresce adeptos e credibilidade que é dada à modalidade", atira.

O objetivo é que a modalidade continue a crescer e tornar-se na modalidade com o maior número de jogadoras federadas.

"O problema é onde conquistar jogadoras, como recrutar nas camadas mais jovens. A Federação ambiciona ter um desenvolvimento da modalidade muito grande, mas que seja capaz de ter um maior número de jogadoras federadas no país", termina.

A final da Taça de Portugal joga-se neste sábado, às 17h15, entre Sporting e Famalicão, no Estádio Nacional do Jamor.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+