Tempo
|
A+ / A-

Nuno Campos. Final da Taça de Portugal será "feito histórico" para o Tondela

19 abr, 2022 - 12:03 • Redação

Treinador do Tondela desliga-se da difícil luta pela manutenção em que o clube está envolvido para focar-se em chegar à primeira final da Taça de Portugal da história do clube beirão.

A+ / A-

Nuno Campos, treinador do Tondela, quer confirmar a passagem à final da Taça de Portugal frente ao Mafra, na segunda eliminatória da meia-final da prova. Caso consiga, será um "feito histórico" para o clube e jogadores.

"É um momento ímpar na vida do clube, podemos colocar o clube pela primeira vez na final da Taça. Pode nao ficar por aqui o clube, mas esta poderá ser a primeira vez. Eles têm de entrar em campo para ganhar e conseguir o objetivo", começou por dizer, em conferência de imprensa.

O técnico saúda o simbolismo da final da Taça, de regresso ao Estádio Nacional do Jamor: "O jogo também terá implicações para a carreira dos jogadores. Não sei se muitos deles já estiveram na final, que será no Jamor, é um momento emblemático do nosso futebol. Vão gostar imenso, se chegarmos lá. Estamos cientes do objetivo a concluir".

Pela frente está o Mafra, da II Liga, que perdeu 3-0 em Tondela na primeira mão da eliminatória.

"Eles fizeram algumas poupanças e alterações na forma de jogar da equipa. Estão a preparar o jogo com todo o cuidado, mas cabe-nos saber o que temos de fazer. Temos de demonstrar que queremos estar na final e que não é um acaso que estamos nas meias-finais".

O Tondela está em lugar de descida à II Liga, mas Nuno Campos desliga-se das contas do campeonato para se focar apenas no Mafra.

"É uma competição diferente, neste momento cabe-nos apenas focar na Taça. Não podemos tirar o foco do Mafra, sob pena de olharmos para o jogo de maneira errada e comprometer o objetivo de chegar à final", termina

A segunda mão joga-se nesta quarta-feira, às 20h15.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+