Tempo
|
A+ / A-

Paulo Sérgio. “Não estavam reunidas condições mínimas de sermos competitivos”

16 abr, 2022 - 23:03 • Redação

Portimonense fez poupanças e adaptações e foi goleado no Dragão por 7-0.

A+ / A-

O treinador do Portimonense reconhece que “na máxima força já seria difícil, com as limitações com que nos encontramos era quase impossível”.

Paulo Sérgio assume as responsabilidades pela goleada (7-0) sofrida no Dragão, mas lembra que os algarvios só tinham “um central disponível e tinha quatro cartões amarelos”, por isso foi poupado.

“Não estavam reunidas condições mínimas de sermos competitivos”, resume o técnico.

Apesar da goleada sofrida, Paulo Sérgio garante que os jogadores “tinham de procurar dar o seu melhor e foi o que fizeram”.

Paulo Sérgio afirma que o resultado “não vai deixar marca” no clube que ainda procura garantir a manutenção na I Liga.

Foi “um dia pesado, mas é passar à frente e olhar para o próximo jogo”, diz o técnico.

O FC Porto goleou o Portimonense por 7-0.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+