Tempo
|
A+ / A-

Tondela

Pako Ayestarán: "Com 11 não era fácil, com 10 foi muito mais difícil"

23 out, 2021 - 20:12 • Redação

Treinador do Tondela assume que a expulsão de Undabarrena mudou o jogo. No entanto, salienta que já o golo do empate do FC Porto tinha sido provocado por um erro da sua equipa.

A+ / A-

Pako Ayestarán admite que a expulsão de Iker Undabarrena, a meio da primeira parte, quando o Tondela estava empatado a um golo com o FC Porto, complicou os planos e foi decisiva para a derrota por 1-3.

"Com 11 não era fácil jogar com uma equipa como o FC Porto, com 10 foi muito mais difícil", lamentou o treinador dos beirões, em declarações à Sport TV, sem no entanto, criticar a decisão de Fábio Veríssimo.

Pako Ayestarán salientou que o Tondela entrou "muito bem, a apertar e a pressionar alto", tendo sido premiado com um golo madrugador.

"Tudo mudou com a expulsão, mas já tínhamos errado no primeiro golo [do FC Porto]. Se há algo em que o FC Porto é forte é na pressão, não tínhamos de jogar pelo meio. Cometemos esse erro no primeiro golo e na expulsão. Não era jogo para jogar a sair desde trás", reconheceu.

Reação desde o banco tapada pelo terceiro golo


O FC Porto acabou por dar a volta ao marcador, mas o Tondela estava "a defender bem e, em alguma ocasião, numa transição, podia marcar".

"Com o segundo golo, tentámos ficar no jogo, mas estava difícil. O mais provável era ficar 3-1 ou 4-1.Mesmo quando íamos fazer as substituições, para tentar algo mais, sofremos o terceiro golo", referiu o técnico.

Apesar da derrota, Pako Ayestarán gostou da "intensidade, compromisso e determinação" do Tondela e espera que os jogadores regressem, no domingo, "com um sorriso no rosto para trabalhar" para o próximo jogo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+