Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

I Liga

FPF condena agressão a repórter de imagem após Moreirense-FC Porto

27 abr, 2021 - 11:32 • Redação com Lusa

Operador de câmara da TVI foi agredido por Pedro Pinho, agente de jogadores, à saída do estádio do Moreirense.

A+ / A-

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) condenou, esta terça-feira, a agressão a um repórter de imagem da estação televisiva TVI, na segunda-feira, em Moreira de Cónegos, após o jogo entre Moreirense e FC Porto, para a I Liga.

“A FPF condena de forma veemente a agressão de que foi vítima um repórter da TVI depois de concluído o jogo entre Moreirense e FC Porto, na segunda-feira à noite. Os espetáculos desportivos devem ser momentos de celebração da paixão pelo jogo e locais em que todos podem exercer as suas funções em liberdade e de forma segura”, lê-se na nota de imprensa, enviada à agência Lusa.

Após o encontro da 29.ª jornada da I Liga, que terminou empatado 1-1, um jornalista da TVI foi agredido nas imediações do estádio do Moreirense, de acordo com imagens transmitidas pelo próprio canal de televisão, por Pedro Pinho, um agente de jogadores.

“A esta condenação pública, junta a FPF uma mensagem de ânimo e solidariedade ao repórter da TVI, extensiva a todos os profissionais da comunicação social”, rematou a FPF.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Manuel Justo
    28 abr, 2021 Porto 09:44
    Crime Público. A Justiça é responsavel por tratar com a máxima celeridade, chega de hipócrisia.
  • José J C Cruz Pinto
    27 abr, 2021 ÍLHAVO 11:47
    E chega esta condenação, ... ou este não foi um crime público? [Provavelmente, as desculpas da "FPF" tudo compensam e apagam - como "perdão divino", porque ... "o coice na bola é especial de corrida".]

Destaques V+