Tempo
|
A+ / A-

Alemanha fora do Mundial 2022. Apuram-se Espanha e Japão

01 dez, 2022 - 20:56 • Inês Braga Sampaio

Reviravolta dos japoneses diante dos espanhóis eliminou os alemães, que tiveram dificuldades para derrotar a Costa Rica e caem na fase de grupos pelo segundo Mundial consecutivo.

A+ / A-
Foto: Ronald Wittek/EPA
Foto: Ronald Wittek/EPA
Foto: Abedin Taherkenareh/EPA
Foto: Abedin Taherkenareh/EPA

A Alemanha cai na fase de grupos do Mundial 2022, mesmo derrotando a Costa Rica, também eliminada, por 4-2, esta quinta-feira. O Japão venceu a Espanha, por 2-1, e as duas seleções seguiram para os oitavos de final. Os asiáticos, que bateram as duas equipas europeias, vencem o grupo E.

No Estádio Al Bayt, a Alemanha abriu o marcador frente à Costa Rica logo aos dez minutos, por intermédio de Serge Gnabry.

Foi no minuto seguinte que, no Estádio Internacional Khalifa, a Espanha se adiantou diante do Japão. Jogada de insistência, cruzamento adiantado e Álvaro Morata apareceu na cara do guarda-redes a cabecear picado para o fundo das redes.

Ao intervalo de ambos os jogos, Espanha e Alemanha estavam virtualmente apuradas, com os espanhóis no primeiro lugar.

45 minutos, dois jogos, três reviravoltas


No entanto, o Japão entrou com tudo na segunda parte e, logo aos 48 minutos, Ritsu Doan aproveitou uma má saída de bola da Espanha para disparar desde a entrada da área e fazer o empate. Unai Simón ainda tocou na bola, mas o remate era muito forte e não deu hipótese.

Três minutos depois, a reviravolta: depois de um cruzamento da esquerda, Kaoru Mitoma impediu que a bola saísse pela linha de fundo e cruzou rasteiro para o centro, onde surgiu Ao Tanaka a encostar. O golo foi, inicialmente, anulado, por parecer que a bola tinha mesmo saído das quatro linhas, contudo, após análise do videoárbitro, confirmou-se que não o tinha feito na totalidade.

Volte-face "express" que apurava o Japão e eliminava a Alemanha. A Espanha, ainda dentro do Mundial, estava dependente do outro jogo.

Golo aos 51 minutos do Japão, golo aos 58 da Costa Rica. Contra-ataque em números, Keysher Fuller entrou pelo lado direito da área e cruzou a meia altura, para um cabeceamento em mergulho de Kendall Waston. Manuel Neuer defendeu de forma incompleta e, Yeltsin Tejeda foi o primeiro a reagir para, na recarga, fazer o empate.

Doze minutos mais tarde, e já depois de Jamal Musiala ter acertado duas vezes nos postes, a Costa Rica consumou a reviravolta. Na sequência de um livre na asa esquerda do ataque, batido para o segundo poste, Waston desviou para o centro e, na confusão, Juan Pablo Vargas empurrou, de forma acrobática, para o 2-1, que apurava os costarriquenhos e deixava Espanha e Alemanha fora do Mundial.

Toda a gente fora e dentro menos o Japão


Porém, a Alemanha não estava "morta". Logo a seguir, ao minuto 73, trapalhada na área da Costa Rica e Niclas Fullkrug adiantou a bola para Kai Havertz, que recebeu com qualidade e atirou para o empate e recolocou os alemães - e a Espanha - na corrida.

Aos 85 minutos, Havertz completou a segunda cambalhota da partida. No corredor direito, Gnabry colocou a bola ao segundo poste e o avançado do Chelsea adiantou-se ao marcador para desviar para o golo perante um Navas desamparado.

Como se não bastasse, quatro minutos depois, a Alemanha fez o 4-2. Desde longe, Joshua Kimmich levantou a bola sobre toda a defesa da Costa Rica, para Leroy Sané, que ofereceu de bandeja a Fullkrug. O golo ainda foi invalidado num primeiro momento, por fora de jogo, mas o VAR confirmou que tudo era legal. Não obstante, fruto do resultado do outro jogo, a equipa de Hansi Flick continuava eliminada.

Contas feitas, a Alemanha cai na fase de grupos pelo segundo Mundial consecutivo (também foi eliminada de forma precoce no Rússia 2018).

Avançam para os oitavos de final o Japão, no primeiro lugar do grupo E, com seis pontos. Os asiáticos vão defrontar a Croácia, segunda classificada do grupo F. A Espanha fica no segundo lugar, com quatro pontos, e vai medir forças com Marrocos, que venceu o grupo dos croatas.

Os alemães são eliminados pela diferença de golos - um positivo, contra seis da Espanha, que fica a dar graças pela goleada, por 7-0, à Costa Rica na primeira jornada. Os americanos ficam em último, com três pontos. Foram os únicos do grupo a pontuar (e a ganhar) frente ao Japão.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+