Tempo
|
A+ / A-

Qatar 2022

Stéphanie Frappart é a primeira mulher a arbitrar um jogo do Mundial

29 nov, 2022 - 22:14 • Lusa

Árbitra francesa dirige Costa Rica-Alemanha na quinta-feira.

A+ / A-

A francesa Stéphanie Frappart vai tornar-se a primeira mulher de sempre a arbitrar um jogo da fase final de um Mundial masculino.

Será no Costa Rica-Alemanha, da terceira jornada da fase de grupos do Mundial 2022, na quinta-feira, que Frappart fará história. A francesa terá a brasileira Neuza Back e a mexicana Karen Medina como fiscais de linha, com o hondurenho Said Martínez como quarto árbitro.

Frappart, de 38 anos, já tinha sido quarta árbitra no México-Polónia e no Portugal-Gana. Vai somar novo marco histórico na carreira e na luta pela igualdade de género no futebol.

Árbitra internacional desde 2009, Frappart foi a primeira mulher a dirigir um jogo de competições europeias masculinas, na Supertaça Europeia de 2019, a primeira num jogo da Liga dos Campeões e da Liga francesa, e em 2021 apitou também um encontro da qualificação para o Mundial 2022, onde agora fará mais história.

Além de Frappart, que dirigirá o jogo no Estádio Al Bayt, estão ainda nomeadas para o torneio, como árbitras de campo, a ruandesa Salima Mukansanga e a japonesa Yoshimi Yamashita.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+