Tempo
|
A+ / A-

Mundial 2022

Ingleses falam em "ameaças ilimitadas" da FIFA no caso das braçadeiras “One Love”

26 nov, 2022 - 13:24

Capitão queria usar a braçadeira nas partidas do Qatar, mas não foi autorizado.

A+ / A-

A Federação Inglesa de Futebol (FA) acusa a FIFA de ter efetuado "ameaças ilimitadas' no caso da utilização da braçadeira “One Love” (um amor), em alusão à igualdade, nos jogos do Mundial 2022 de futebol, no Qatar.

"As sanções foram ilimitadas, tomariam medidas disciplinares contra qualquer jogador que utilizasse a braçadeira", disse Mark Bullingham, diretor executivo da FA, em declarações à ITV britânica.

O responsável referiu que a federação efetuou várias reuniões com a FIFA sobre o tema, mas que antes do jogo de estreia da Inglaterra no Mundial frente ao irão, no passado sábado, foram informados das sanções.

"Achámos que tínhamos chegado a um ponto em que era possível utilizar [a braçadeira]. Não tínhamos autorização, mas aceitaríamos a multa. No entanto, duas horas antes do jogo fomos colocados num cenário em que, no mínimo, quem usasse a braçadeira seria advertido e sujeito a sanções disciplinares", explicou.

Desde que foi escolhido para organizar o Mundial2022 de futebol, que se iniciou no domingo e decorrerá até 18 de dezembro, o Qatar tem sido alvo de várias críticas, nomeadamente no que diz respeito às suas posições em matéria de direitos humanos, das questões LGBTQ+ e de abuso sobre os trabalhadores migrantes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+