Tempo
|
A+ / A-

Futebol feminino

Motim na seleção espanhola. Quinze jogadoras pedem renúncia

22 set, 2022 - 22:36 • Carlos Calaveiras

Atletas exigem a destituição do selecionador Angel Vilda.

A+ / A-

A Federação Espanhola de Futebol (RFEF) confirma que 15 jogadoras renunciaram à seleção feminina.

As atletas exigem mudanças na estrutura técnica, nomeadamente a saída de Jorge Vilda, selecionador e coordenador técnico.

No entanto, a Federação já reafirmou o apoio ao técnico espanhol. “A Federação não vai permitir que as jogadoras questionem a continuidade do selecionador, até porque essas decisões não estão dentro das competências das jogadoras”.

Segundo o comunicado, a RFEF “não admite este tipo de pressões. Este tipo de medidas é nociva para o futebol e para o desporto”.

Os nomes das 15 atletas não são indicados oficialmente, mas o jornal "Marca" tem uma lista. Destaque para Aitana Bonmatí (Barcelona), Ona Batlle (Manchester United) e Lola Gallardo (Atlético de Madrid).

Alexia Putellas, a melhor jogadora do mundo, está lesionada e não consta da lista, mas estará de acordo com o protesto, aliás como Irene Paredes, ambas do Barcelona.

Aguarda-se com expectativa a próxima convocatória para os particulares antes do Mundial.

Há meses que o ambiente na Seleção feminina se vinha deteriorando.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+