Tempo
|
A+ / A-

Abel Ferreira e Paulo Sousa fazem história na Libertadores

25 mai, 2022 - 09:09 • Redação

Palmeiras faz o pleno, Flamengo só tropeçou uma vez. Talleres Córdoba de Pedro Caixinha também vence na última jornada.

A+ / A-

O Palmeiras, de Abel Ferreira, o Flamengo, de Paulo Sousa, venceram e fizeram história na última jornada da fase de grupos da Taça Libertadores, durante madrugada desta quarta-feira.

Um "hat-trick" de Gustavo Scarpa e um golo de Rony permitiram ao Palmeiras golear, em casa, o Deportivo Táchira, por 4-1. Jean Gutiérrez marcou o golo de honra da equipa venezuelana.

O Flamengo derrotou o Sporting Cristal, do Peru, por 2-1, também em casa. Mauricio Isla, aos 30 minutos, e Pedro, aos 74, adiantaram a equipa de Paulo Sousa. Christofer Gonzáles reduziu ao minuto 85.

Palmeiras e Flamengo fazem história. A equipa de Abel Ferreira, vigente bicampeã da Libertadores, faz o pleno de vitórias na fase de grupos e termina com diferença de golos positiva de 22, registo inédito, assim como o número de golos marcados - 25, mais quatro do que o anterior recorde, de 21, que pertencia ao River Plate desde 2020.

O Flamengo igualou a melhor participação da sua história na fase de grupos. A equipa de Paulo Sousa venceu cinco jogos e empatou outro, para um total de 16 pontos, algo que o clube só tinha conseguido em 2007.

O Talleres Córdoba, de Pedro Caixinha, foi ao Chile bater o Universidad Católica, por 0-1, com um golo de Matías Esquivel.

Os três treinadores portugueses já estavam apurados para os oitavos de final da Libertadores. O Palmeiras vence o grupo A, com 18 pontos. O Flamengo vence o grupo H. Logo atrás fica o Talleres, com 11 pontos.

[notícia atualizada às 10h01]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+