Tempo
|
A+ / A-

Rússia

Rui Vitória já não é treinador do Spartak de Moscovo

15 dez, 2021 - 14:05 • Redação

Treinador português e clube russo separam-se por "mútuo acordo". Apesar da boa campanha na Liga Europa e do apoio dos adeptos, o nono lugar na Liga custa o lugar a Rui Vitória.

A+ / A-

O Spartak de Moscovo anunciou, esta quarta-feira, a saída de Rui Vitória.

No site oficial, o clube russo informa que a decisão de rescindir contrato com o treinador português foi tomada "por mútuo acordo".

O Spartak salienta que Rui Vitória "ficará para sempre" na história como o treinador que levou a equipa moscovita à fase a eliminar da Liga Europa, ao vencer um grupo com Nápoles e Leicester City.

"O clube agradece ao Rui por este feito. Em simultâneo, os vermelhos e brancos precisam de uma nova direção para corrigir a posição no campeonato russo [Spartak é nono, a sete pontos da zona europeia]. A necessidade de mudança forçou as duas partes a procurar uma solução que se adequasse a todos e beneficiasse o Spartak", pode ler-se.

Rui Vitória não resistiu, portanto, aos maus resultados do Spartal, o mais recente na segunda-feira, uma derrota, por 3-0, no terreno do Sochi.

Adeptos queriam que Vitória continuasse


Na terça-feira, os adeptos do Spartak de Moscovo tinham pedido, numa petição ao presidente do clube, a continuidade de Rui Vitória.

"Estimado Leonid Arnoldovich, os adeptos do Spartak de Moscovo pedem-lhe que tome uma decisão equilibrada em relação ao treinador Rui Vitória. A grande maioria dos adeptos quer continuar a vê-lo como treinador da equipa. É verdade que a situação no campeonato é difícil, mas é possível dar a volta", lia-se no texto da referida petição.

Os adeptos também fizeram questão de se manifestar junto ao hotel onde a equipa do Spartak estava instalada, com uma tarja onde se lia "Rui, és o nosso treinador" e entoando a alto e bom som: "Obrigado, treinador."

O Spartak encontra-se na nona posição da Superliga russa, a 15 pontos do líder, o Zenit, e a sete do CSKA, última equipa nos lugares europeus.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+