Tempo
|
A+ / A-

Toni Conceição

​Selecionador dos Camarões e o PSG-Basaksehir. "Webo é um ex-jogador respeitado e um ser humano"

09 dez, 2020 - 12:45 • Pedro Castro Alves

Toni Conceição fala sobre o treinador-adjunto do Basaksehir e explica que "felizmente nunca teve uma situação desta".

A+ / A-

Toni Conceição, selecionador dos Camarões, diz que nunca viveu uma situação semelhante na carreira ao que aconteceu no Paris Saint-Germain-Basaksehir e que todo o episódio é “lamentável”.

O técnico de 59 anos explica que o camaronês Pierre Webo “é um jogador respeitado no seu país”, tendo sido internacional por 58 vezes, mas que “independentemente disso é um ser humano e merece ser respeitado como tal”.

Em entrevista a Bola Branca, o selecionador considera que situações deste tipo “já não deviam acontecer” e que o ser humano “já não devia ter este tipo de preconceito”, que criou um episódio “desconfortável e não desejável para ninguém”.

O incidente ocorreu aos 14 minutos do jogo, quando o quarto árbitro, o romeno Sebastian Costantin Coltescu, deu sinal ao árbitro principal, o seu compatriota Ovidiu Hategan, para expulsar o treinador adjunto do Basaksehir Pierre Webo, tendo este se queixado que o elemento da equipa de arbitragem utilizou a expressão 'negro', recusando-se a sair do campo e questionando: "Where is the 'negro'? (Onde está o 'negro')."

Após vários minutos, o 'staff' da equipa turca e os jogadores, seguidos pelos do PSG, decidiram abandonar o relvado, numa altura em que o jogo estava empatado 0-0.

Conceição já treinou na Roménia, na Arábia Saudita e no Chipre e diz “felizmente nunca tive uma situação destas, mas sei que vão existindo”, acrescentando “a única coisa que posso dizer é que lamento”.

Sobre os trabalhos da seleção, o treinador português afirma que tem como objetivo estar presente no Mundial de 2022 e ter uma boa prestação no Campeonato das Nações Africanas, no mesmo ano. A CAN, em 2022, terá lugar nos Camarões e o técnico afirma que tem “uma responsabilidade perante os adeptos”.

A seleção dos leões indomáveis tem tido bons resultados sob o comando de Toni Conceição, tendo alcançado no mês de novembro o top 50 do ranking da FIFA. “É um trabalho que me deixa muito feliz”, afirma à Renascença.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+