Siga-nos no Whatsapp
A+ / A-

Automobilismo

Pilotos têm de pedir autorização para declarações políticas

20 dez, 2022 - 15:54 • Redação

Passa a ser infração "fazer e exibir declarações ou comentários políticos, religiosos e pessoais que violem o princípio geral da neutralidade".

A+ / A-

A Federação Internacional do Automóvel (FIA) proíbe os pilotos de fazer declarações políticas a menos que peçam autorização.

Segundo a agência noticiosa EFE, a FIFA reviu o código desportivo internacional de forma a salvaguardar a sua neutralidade. Passa a ser infração "fazer e exibir declarações ou comentários políticos, religiosos e pessoais que violem o princípio geral da neutralidade".

A exceção é quando os pilotos tenham autorização prévia da FIFA ou dos organismos nacionais responsáveis pela competição.

Tem havido várias declarações em prol dos direitos humanos na grelha da Fórmula 1, nos últimos três anos. Por exemplo, o britânico Lewis Hamilton manifestação apoio ao movimento antirracismo "Black Lives Matter" e à comunidade LGBTQ+, enquanto o alemão Sebastian Vettel (entretanto retirado) opôs-se à extração de petróleo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+