Tempo
|
A+ / A-

Tiago Monteiro acredita “em surpresas” na prova portuguesa de Carros de Turismo

01 jul, 2022 - 13:51 • Lusa

O piloto português soma 12 pontos no campeonato, contra os 129 do líder, o espanhol Mikel Azcona (Hyundai).

A+ / A-

O piloto português Tiago Monteiro (Honda) não espera "milagres", mas acredita "em surpresas" na ronda portuguesa da Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR), que se disputa este fim de semana em Trás-os-Montes.

O piloto portuense admitiu que "esta tem sido a temporada mais difícil" da sua carreira, com dificuldades de afinação do seu Honda Civic a traduzirem-se no 16.º lugar do campeonato, entre 17 pilotos que pontuaram, após a disputa de três jornadas duplas (a ronda alemã foi cancelada por motivos de segurança).

"Sabemos que será difícil, mas como a pista é tão desafiante, tudo é possível. Não espero milagres, mas acredito em surpresas", frisou Tiago Monteiro, durante a conferência de imprensa oficial de lançamento da prova lusa, a quinta ronda do WTCR, que decorreu ao final desta manhã no Teatro Municipal de Vila Real.

O piloto português da Honda lembrou a última vez em que disputou a prova vilarrealense, em 2019, onde também conseguiu vencer, tal como em 2017, apesar de ter chegado numa posição difícil em termos de campeonato.

"Da última vez também não esperava vencer aqui. Queremos dar um bom espetáculo, independentemente do que aconteça", frisou.

Tiago Monteiro disse ainda ser "um grande prazer regressar" à cidade transmontana, após dois anos de interrupção devido à pandemia de Covid-19.

"Já sentíamos muita falta e parece que as pessoas também já tinham saudades nossas aqui. É bom", disse, perante os jornalistas.

Sobre o traçado citadino de Vila Real, Tiago Monteiro referiu que, "para além de ser um dos circuitos mais difíceis do campeonato, é muito desafiante".

"O nível de risco é muito alto, com curvas desafiantes. Para além disso, temos uma 'joker lap', o que é inédito. Traz mais dificuldades, excitação e estratégia. É uma curva que não temos oportunidade de treinar tanto. Assim que a assumimos, só temos uma oportunidade para ganhar tempo. Ou perder", apontou, falando da curva instalada antes da reta da meta e que vai permitir aos pilotos ali passarem uma vez, tentando ganhar tempo e posições face aos adversários.

Tiago Monteiro diz que "é uma responsabilidade, porque pode ganhar-se ou perder-se um lugar, ganhar ou perder uma corrida".

O piloto português soma 12 pontos no campeonato, contra os 129 do líder, o espanhol Mikel Azcona (Hyundai).

"Tem sido a minha época mais difícil como piloto. Mas gostamos de desafios e trabalhamos por soluções", apontou.

Tiago Monteiro disse ainda que a paragem de dois anos deu aos pilotos "ainda mais vontade de regressar e de estar nesta corrida tão incrível, quer dentro quer fora de pista".

"Vamos dar o melhor, mais uma vez, em pista e fora de pista, para dar um bom espetáculo e agradecer dessa forma, e esperamos domingo festejar mais um sucesso, seja ele qual for", concluiu.

Os pilotos da Taça do Mundo entram em ação este sábado, às 09:00, para a primeira de duas sessões de treinos livres.

A qualificação para as duas corridas de domingo disputa-se durante a tarde, a partir das 17h15.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+