Tempo
|
A+ / A-

Paris sugeriu cancelamento do Dakar após suspeita de ataque terrorista

07 jan, 2022 - 10:16 • Redação com Lusa

Ministro dos Negócios Estrangeiros francês assume que explosão que feriu o piloto Philippe Boutron "poderá ter sido um ataque terrorista".

A+ / A-

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Yves Le Drian, sugeriu que o Dakar deveria ter sido cancelado depois de uma explosão no dia 30 de dezembro que "poderá ter sido um ataque terrorista".

"Nestas situações, o melhor é ser muito cuidadoso", disse, em declarações à "RMC", sugerindo uma suspensão da prova.

O incidente decorreu no dia 30 de dezembro, antes do início da prova. Uma explosão feriu o piloto francês Philippe Boutron, da Sodicars. O piloto de 61 anos sofreu ferimentos nas pernas e esteve em coma.

A França já anunciou que está a investigar o incidente e que poderá ir até solo saudita: "Já avisamos os organizadores e o governo saudita que é preciso ser muito transparente em relação ao que aconteceu, porque há a possibilidade de ser um ataque terrorista".

As autoridades sauditas negaram ligação criminosa à explosão, mas a França continua a pedir "máxima cautela" aos seus cidadãos que estejam na prova.

A prova arrancou no dia 1, com normalidade, e prolonga-se até ao dia 7.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+