Tempo
|
A+ / A-

Verstappen sagra-se campeão do mundo de Fórmula 1

12 dez, 2021 - 14:33 • Redação

É o primeiro título do holandês da Red Bull, num Mundial disputado, literalmente, até à última volta. Mercedes vence Mundial de construtores, mas Hamilton fica de mãos a abanar. Veja as imagens,

A+ / A-
Foto: Kamran Jebreili / Pool/EPA
Foto: Kamran Jebreili / Pool/EPA
Foto: Ali Haider/EPA
Foto: Ali Haider/EPA

O holandês Max Verstappen sagrou-se campeão do mundo de Fórmula 1, este domingo, pela primeira vez na carreira.

O piloto da Red Bull e o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) chegavam ao Grande Prémio de Abu Dhabi, último do Mundial, empatados em pontos. Verstappen tinha conquistado a "pole", no entanto, perdeu a liderança durante a corrida. Foi o primeiro confronto entre ambos.

Na curva seis, Verstappen tentou ultrapassar Hamilton, todavia, o britânico escapuliu-se, com um leve toque entre os dois pilotos.

A 20 voltas do fim, os pilotos da Red Bull foram às boxes, mas a Mercedes decidiu manter os pneus duros de Hamilton e conservar a vantagem.

O acidente que mudou tudo


A cinco voltas do fim, quando Verstappen estava a cerca de 12 segundos de Hamilton, o canadiano Nicholas Lafiti (Williams) despistou-se e levou a corrida a parar. Os Red Bull voltaram a ir às boxes, ao contrário de, mais uma vez, Hamilton, que manteve os pneus que, no final, o "tramariam".

No reatamento, após protestos da Red Bull, a direção da corrida, que inicialmente ia proibir ultrapassagens quando o safety car deixasse a pista, definiu que os dois candidatos partiriam para a última volta um atrás do outro. Num final impróprio para cardíacos, Verstappen, que tinha pneus novos, conseguiu ultrapassar Hamilton, defender-se do contra-ataque do britânico e passar a meta no primeiro lugar.

No final da corrida, em declarações aos canais oficiais da F1, Max Verstappen não escondeu a emoção e jurou "amor eterno" à Red Bull.

"É de loucos. Estou sem palavras. Quero ficar aqui a vida toda, não vejo razão para mudar nos próximos 10,15 anos", declarou.

Max Verstappen termina o Mundial com 395,5 pontos, contra 387,5 de Lewis Hamilton, que perdeu a oportunidade de se tornar o piloto mais campeão de sempre. A Mercedes venceu o Mundial de construtores.

Veja como foi a última (e decisiva) volta do campeonato:

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+