Tempo
|
A+ / A-

Mundial 2022

Lesionado, mas não dispensado. Nuno Mendes fica com a seleção no Qatar

01 dez, 2022 - 10:39 • Carlos Dias com Redação

Lateral ficará fora dos relvados durante cerca de dois meses e não volta a jogar neste Campeonato do Mundo. Ainda assim, ficará com a seleção no Qatar.

A+ / A-

Nuno Mendes não volta a jogar pela seleção nacional no Mundial do Qatar, mas não regressa já ao PSG e ficará com a equipa no Qatar.

A Renascença noticiou, na noite de quarta-feira, que o lateral não volta à competição a tempo de ainda jogar o Mundial, depois de uma lesão muscular na coxa esquerda frente ao Uruguai.

A Federação Portuguesa de Futebol comunciou na manhã desta quinta-feira que o jogador está "indisponível para os trabalhos da seleção nacional", juntando que o lateral "continuará integrado na comitiva nacional onde iniciará o trabalho de recuperação", contribuíndo para o espírito do grupo da seleção.

Ao que Bola Branca apurou, Nuno Mendes enfrenta um período de paragem de cerca de dois meses e regressará à competição apenas no final de janeiro, já muito depois do fim do Mundial.

Nuno Mendes junta-se a Danilo Pereira no lote de jogadores da seleção indisponíveis para o resto do Mundial, ainda que exista uma pequena esperança da recuperção de Danilo a tempo de uma eventual presença nas meias-finais e final. Os dois defesas são dor de cabeça a Fernando Santos no setor mais recusado.

Otávio continua o seu processo de recuperação e deverá recuperar a tempo de ser opção.

O selecionador deverá fazer poupanças na equipa frente à Coreia do Sul, já com o apuramento garantido.

Raphael Guerreiro é o único lateral esquerdo de raiz, mas como opções há João Cancelo, habituado a jogar à esquerda no Manchester City, e Diogo Dalot, que desempenhou essa função várias vezes, principalmente no AC Milan na época 2020/21.

Para o eixo da defesa, Pepe e Rúben Dias juntam-se a António Silva como as opções. O jovem central do Benfica ainda não somou qualquer minuto na prova, mas poderá ser opção no lugar de Rúben Dias, em risco de falhar os oitavos de final se vir um cartão amarelo. João Palhinha, médio-defensivo, poderá ser opção de recurso para a posição.

O Coreia do Sul-Portugal está agendado para as 15h00 de sexta-feira e tem relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+