Tempo
|
A+ / A-

Mundial 2022

Fernando Santos não se vê como "resultadista". "Foi uma retórica que ganhou raízes"

04 nov, 2022 - 22:13 • Redação

Selecionador nacional sublinha objetivo de vencer Mundial do Qatar e garante que o seu futuro será decidido entre si e Fernando Gomes, presidente da Federação.

A+ / A-

Fernando Santos não concorda com as críticas de que é um treinador "resultadista". Em entrevista à Sport TV, o selecionador nacional considera que foi uma narrativa "que ganhou raízes".

"'Resultadista' é querer ganhar, nenhum treinador do mundo não quer ganhar. No futebol, ninguém ganha se não jogar bem. O PSG é uma equipa de topo e joga com três centrais. Nós jogamos com dois e também com os laterais muito ofensivos. Isso foi uma retórica que ganhou raízes. Ninguém acredita que o selecionador nacional não quer jogar bem, bonito e ganhar", disse.

Nesse sentido, o selecionador sublinha o objetivo de querer vencer o Mundial do Qatar.

"Ambição é sempre a mesma, não só com o Fernando Santos, que é disputar as provas para as vencer. Não está dependente de um jogador. Desejo voltar campeão do mundo, é a ambição natural. Nada me leva a pensar o contrário", atira.

Futuro é decidido entre Fernandos

Questionado sobre se o seu futuro depende do resultado do Mundial, apesar de ter contrato até após o Euro 2024, o selecionador garante que o seu futuro será decidido em conversa com o presidente da Federação, Fernando Gomes.

"Desde a primeira conversa com Fernando Gomes que temos um entendimento claro. Sempre foi definido que nós é que decidíamos o futuro. Depois do Euro 2016, do Mundial 2018, da Liga das Nações 2019 sempre nos entendemos. É um acordo moral que temos entre os dois e é isso que vai acontecer da próxima vez que se colocar a questão", termina.

Portugal arranca a presença no Mundial do Qatar no dia 24 de novembro. Na fase de grupos, enfrente o Gana, Uruguai e Coreia do Sul. Antes, disputará ainda um jogo de preparação frente à Nigéria, a 17 de novembro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+