Tempo
|
A+ / A-

Qatar 2022

Com "maior ou menor sofrimento", Fernando Santos quer levar a seleção ao Mundial

28 mar, 2022 - 12:17 • Redação

Foco no favoritismo pode levar a seleção "pelo pior cenário possível". Fernando Santos quer que Portugal defronte a Macedónia do Norte como se fosse a Itália.

A+ / A-

Fernando Santos, selecionador nacional, quer vencer a Macedónia do Norte e carimbar presença no Mundial do Qatar, com "maior ou menor" sofrimento.

"Com mais ou menos sofrimento, o que interessa é ganhar. Quero é ganhar, ganhar, ganhar e estar no Mundial. É isso que eu quero, que os jogadores querem e todos querem", disse, em conferência de imprensa no Estádio do Dragão.

O selecionador ignora o favoritismo atribuído à seleção nacional. Se o ponto de partida para o jogo for pensar que a seleção da Macedónia do Norte é inferior, poderá levar ao "pior cenário possível".

"Se formos pensar que eles são teoricamente mais fracos e formos por aí, é o pior cenário possível. O melhor cenário é pensarmos que temos de defrontar a Macedónia como teríamos de defrontar a Itália", atira.

Fernando Santos destaca a caminhada da Macedónia na qualificação para o Mundial, com a vitória frente à Itália e em casa da Alemanha.

"A pressão de estar no Qatar e é boa, mas a Macedónia está aqui por mérito proprio. Ganhou na Alemanha e na Itália. Se não olharmos com esta atenção, e isto não é receio ou medo, então claro que vamos correr riscos. Não pode ser. Queremos muito estar no Qatar, temos de ser fortes, com espírito de sacrifício e depois sim, a nossa capacidade vai libertar o jogo para nós", analisa.

Jogo "da vida" também para Portugal

O selecionador nacional acredita que o jogo da Macedónia do Norte frente à Itália pode deixar uma imagem errada do que é o estilo de jogo do próximo adversário português.

"Os jogadores já começaram a ver a Macedónia, como jogam. Não só o último jogo, que pode deixar uma marca que não é verdade. O jogo com a Itália foi muito de sentido único, muito bem organizados defensivamente e a sair no contra-ataque, mas não retrata a imagem da Macedónia, que tenta sair a jogar", explica.

Elif Elmas, médio do Nápoles, cumpriu castigo com a Itália e regressa para defrontar Portugal. Fernando Santos diz que também é o "jogo da vida" para Portugal.

"O selecionador referiu-se ao Elmas como o melhor jogador do país. Tem muita qualidade e vai trazer qualidade de posse. Temos de estar preparados para todos os momentos. Dizem que é o jogo das suas vidas, mas para nós também é. Temos de responder dessa maneira, igualar a vontade acredito que vamos estar no Qatar", termina.

Portugal recebe a Macedónia do Norte nesta terça-feira, às 19h45, no Estádio do Dragão, jogo com relato na Renascença e acompanhamento, ao minuto, em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+