Tempo
|
Autárquicas 2021
36,49%
134Câmaras
14,88%
68Câmaras
11,67%
26Câmaras
7,57%
17Câmaras
5,73%
18Câmaras
3,93%
0Câmaras
2,33%
0Câmaras
1,69%
5Câmaras
0,94%
0Câmaras
10,65%
9Câmaras
  • Freguesias apuradas: 2991 de 3092
  • Abstenção: 44,89%
  • Votos Nulos: 1,62%
  • Votos em Branco: 2,53%

A+ / A-

Seleção Nacional

Éder: "Continuem com tudo, porque quero mais um feriado"

23 jun, 2021 - 08:46 • Redação

O herói de 2016 deixou mensagem de força para a seleção nacional, nas Três da Manhã da Renascença. Hoje há jogo decisivo com a França e Éder acredita que é possível repetir o sonho vivido há cinco anos.

A+ / A-

Éder quer mais um dia de festa de arromba como aquele vivido a 11 de julho de 2016, um dia que se prolongou por outros, e o herói de Paris envia mensagem de força e confiança para os seus antigos companheiros na seleção nacional.

"Continuem com tudo, porque quero mais um feriado", diz Éder, convidado das Três da Manhã da Renascença, esta quarta-feira, poucas horas antes de Portugal entrar em campo, em Budapeste, frente à França.

O ponta de lança, que Fernando Santos deixou fora do Euro 2020, deve ser inspiração para todos os que hoje reencontrarem os franceses, derrotados há cinco anos na final de 2016.

Éder admite que as exibições podem melhorar e essa é a expetativa dos portugueses, devido à qualidade do plantel: "As exibições podem sempre melhorar, as pessoas esperam de mais, é tudo normal nesta fase. Há margem para melhorar e para a seleção continuar a progredir e a mostrar todo o seu futebol".

Longe, mas sempre em contacto com a seleção

Éder mantém contacto com os seus antigos companheiros, ainda ontem esteve "a conversar com o Rafa e com o Fonte", gostaria de estar lá, mas entende e aprova as opções de Fernando Santos.

"Temos uma boa relação e compreendo que o selecionador tem de fazer escolhas. A seleção está muito bem representada, todos jogam nas melhores ligas europeias e acho que eles vão fazer um bom trabalho", confia.

Éder foi o autor do golo mais importante da história do futebol português, mas ressalva que continua a "mesma pessoa". O golo mudou-lhe a vida "em termos de reconhecimento e abordagens das pessoas", é alguém "mais confiante, muito feliz", mas "a mesma pessoa".

Aos 33 anos, Éder é um jogador livre, depois de quatro épocas no Lokomotiv de Moscovo, da Rússia. As Três da Manhã "apanharam-no" no meio das mudanças para a sua casa em Gent, na Bélgica, terra natal da sua mulher.

É a cerca de 1.400 km de Budapeste que o herói de 2016 vai assistir e apoiar a seleção portuguesa, esta quarta-feira, frente à França. Portugal procura garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro 2020 e tentar continuar, tal como há cinco anos, até ao fim.

O jogo é às 20h00, na Arena Puskás, na capital da Hungria. Fernando Santos irá mexer na equipa, com Renato Sanches e João Moutinho candidatos ao 11. Nuno Mendes é o único ausente, por lesão. Jogo com relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+