Tempo
|
A+ / A-

Jacinto Teixeira

Diogo Dalot cumpre "sonho de criança" no Europeu e está preparado para se estrear

15 jun, 2021 - 12:45 • Pedro Castro Alves com Eduardo Soares da Silva

O lateral do Manchester United foi chamado para substituir João Cancelo, que testou positivo à Covid-19. O pai Jacinto Teixeira fala num justo prémio depois de uma grande época de empréstimo no AC Milan.

A+ / A-

Diogo Dalot vai cumprir um "sonho de criança" com a chamada de última hora para disputar o Euro 2020, depois do teste positivo à Covid-19 de João Cancelo. Jacinto Teixeira, pai do lateral-direito, revela a Bola Branca que a chamada é um prémio merecido.

"Percebemos mais tarde quais eram as razões que levaram o selecionador a convocar o Diogo e, naturalmente, estamos muito felizes por ele. É merecido e é um sonho dele de criança, apesar de ele já ter muita experiência ao nível das seleções jovens, já com 72 internacionalizações, mas é sempre um sonho ser convocado para a equipa principal. Isso aconteceu e naturalmente deixa-nos muito felizes", diz.

Apesar de considerar uma chamada merecida, Jacinto Teixeira não esconde a "total surpresa" pelo momento em que decorreu, em vésperas de arranque da competição.

“Nós recebemos a notícia com extrema estupefação, com total surpresa, mas com muito agrado ao mesmo tempo. Não estávamos absolutamente nada à espera que o Diogo viesse a ser convocado nesta altura, depois de ter feito o Europeu de sub-21, estando de férias e estando já a equipa em pleno estágio em Budapeste", explica.

Dalot esteve em competição até ao dia 6 de junho, data da final do Europeu de sub-21, que Dalot esteve a disputar. Esse foi um dos principais motivos que levaram Fernando Santos a chamar Diogo Dalot e não Cédric Soares e Ricardo Pereira, sem ritmo competitivo desde o fim da época na Premier League, a 23 de maio.

Convocatória era esperança antiga

Diogo Dalot, hoje com 22 anos, é figura das seleções jovens desde os sub-15 e estreou-se ao mais alto nível na equipa principal do FC Porto na temporada 2017/18. Representa o Manchester United e esteve cedido ao AC Milan nesta época, onde apontou dois golos em 33 jogos. A chamada à seleção principal era um objetivo presente na cabeça de Dalot e da família.

“É natural que haja sempre a esperança de, mais tarde ou mais cedo, ele poder ser convocado pelo selecionador. Poderia sê-lo agora, a partir de setembro, para a qualificação para o Mundial. É evidente que é sempre um sonho dele. O Diogo estreou-se com a camisola da seleção nacional, nos sub-15, no dia 10 de junho de 2014, há 7 anos e depois foi percorrendo os escalões até aos sub-21 e era natural que ele contasse ser chamado para a equipa A", atira.

Jacinto Teixeira reconhece que a chamada decorre "fruto de um infortúnio do João Cancelo", mas acredita que a chamada é um "justo prémio depois da excelente temporada que ele fez ao serviço do AC Milan".

Preparado para a estreia

Jacinto Teixeira acredita que o filho está preparado para a estreia na seleção principal: "Ele já tem muita experiência em duas grandes equipas nos últimos três anos, tendo antes já grande experiência no FC Porto, sempre em equipas seniores de topo".

O pai acredita que Dalot está "está muito tranquilo, porque conhece muito bem as suas capacidades", traça comparações com Cancelo e acredita que se possa vir a estrear pela seleção neste Europeu.

"Tem muitas caraterísticas parecidas com o João Cancelo e penso que poderá estar à altura para, se o treinador assim entender, poder ser lançado, de início ou durante o jogo, neste ou nos próximos. Neste momento, o que é mais importante para ele é estar lá a treinar junto dos colegas, muitos dos quais ele já conhece e já jogou noutras alturas”, remata.

Diogo Dalot terminou o período de cedência ao AC Milan e regressa ao Manchester United no verão, onde tem contrato até 2023. No entanto, o pai explica que Dalot está só preocupado com a seleção nacional.

"O Diogo estava absolutamente tranquilo a gozar um período de férias, a desligar a cabeça e o corpo, porque é necessário num jogador de futebol de alta competição. Acabou o contrato com o AC Milan, volta a ser jogador do Manchester United. Portanto, não temos outro cenário nesta altura. O foco nesta altura é na seleção. Ele é jogador do Manchester United, é lá que terá de se apresentar", termina.

Portugal arranca hoje a participação no Euro 2020 frente à Hungria, em Budapeste, jogo às 17h00 e com relato em direto na Renascença e acompanhamento, ao minuto, em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+