Tempo
|
A+ / A-

Benfica

Nélson Veríssimo acredita que voltará a sentar-se na "cadeira de sonho"

12 mai, 2022 - 14:42 • Inês Braga Sampaio

Treinador prepara-se para fazer o último jogo pelo Benfica. Assume que a época "foi um falhanço", na medida em que faltou títulos, contudo, acredita que fez "coisas boas" desde janeiro.

A+ / A-

Nélson Veríssimo acredita que voltará a ter oportunidade de treinar a equipa principal do Benfica, ainda que em circunstâncias diferentes.

"É a segunda vez que passo por esta cadeira, que é de sonho, em circunstâncias e contexto não muito fáceis. Mas tenho a convicção de que, no futuro, esta porta voltará a abrir-se noutras circunstâncias, que me permitirão outro tipo de trabalho", afirmou o treinador ainda em funções, de 45 anos, esta quinta-feira, em conferência de imprensa.

Nélson Veríssimo pegou no Benfica no início de janeiro, após a saída de Jorge Jesus. Na sexta-feira, fará o último jogo ao comando da equipa principal. Para o seu lugar, deverá entrar o alemão Roger Schmidt.

O treinador recorda que teve de mudar o estilo de jogo da equipa, algo que demorou a assentar, dado que o campeonato já estava a meio.

"Não me vou escudar nisso. Dar os parabéns aos jogadores, porque tentaram de todas as maneiras corresponder ao que lhes foi pedido. Termina com o jogo de amanhã [sexta-feira] a minha segunda passagem nesta cadeira. Acredito que, num futuro próximo, esta janela de oportunidade irá abrir-se novamente", salienta.

O futuro "não é algo que preocupe" Nélson Veríssimo, que agradece ao presidente do Benfica, Rui Costa, a oportunidade que teve, ao "staff" pela ajuda e confiança, e aos jogadores "pelo profissionalismo". Também deixa uma palavra dos adeptos e destaca o "apoio e calor" sentido.

"Temos consciência de que nem sempre correspondemos às expectativas dos nossos adeptos, também queríamos ganhar sempre. A consciência que tenho é que o futuro certamente será risonho, é tudo uma questão de oportunidade para os jovens jogadores. (...) Abrimos portas à possibilidade de se olhar para outros jovens, como o Henrique Araújo, que se estreou, assim como o Tomás Araújo, que ainda não tinha tido minutos na Liga. podemos olhar para a temporada e encontrar uma série de situações positivas que nos permitem projetar o futuro", diz.

Temporada sem troféus "é um falhanço"


Com Nélson Veríssimo, o Benfica falhou os dois primeiros lugares do campeonato e consequente acesso direto à Liga dos Campeões, perdeu a final da Taça da Liga e foi eliminado nos quartos de final da Taça de Portugal. Por outro lado, chegou aos "quartos" da Liga dos Campeões.

O treinador assume que "não foi uma missão bem sucedida", devido à falta de títulos, mas preferiu "olhar para o copo meio cheio".

Dá o exemplo da Champions, em que calhou ao Benfica o Ajax, nos oitavos de final, e "a ideia geral era de que o resultado estava feito mesmo antes de a equipa ir a jogo". Os encarnados eliminaram os neerlandeses e seguiram para os quartos de final. Frente ao Liverpool, não venceram, contudo, fizeram "dois bons jogos" e deixaram "boa imagem".

"Demos tudo para conseguir os resultados que não conseguimos. Esta equipa fez coisas interessantes. A nível interno, o objetivo passaria por chegar ao primeiro lugar. Não conseguindo isso, seria alcançar o apuramento direto para a Liga dos Campeões. Não conseguimos. A época desportiva foi um falhanço, na medida em que não conquistámos qualquer título, mas fizemos coisas boas", vinca Veríssimo.

Terminar com uma vitória e vários jovens


Na despedida do Benfica e da temporada, o objetivo de Nélson Veríssimo é "fazer um bom jogo e terminar com uma vitória" frente ao Paços de Ferreira, num encontro em que já não há mais contas a fazer.

"Não deixa de ser um jogo importante, apesar de a situação das duas equipas estar definida. Vamos encontrar uma boa equipa, que proporciona sempre dificuldades em casa aos adversários, temos de encarar como se fosse o primeiro jogo da época", alerta o técnico.

Veríssimo vai, ainda, dar um prémio a alguns jogadores da equipa B, alguns dos quais venceram a Youth League com os sub-19 do Benfica:

"Martim Neto e Diego Moreira [entram], regressam Sandro Cruz e Tiago Gouveia. Tomás Araújo já faz parte do plantel da equipa A. Isto não quer dizer que o talento se esgote nestes jogadores. É uma questão de oportunidade. Podem jogar de início ou entrar no decorrer do jogo."

Paços de Ferreira e Benfica defrontam-se na sexta-feira, às 20h15, no Estádio Capital do Móvel. Encontro que terá relato em direto na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+