Tempo
|
A+ / A-

José Manuel Capristano: "Rui Costa é uma figura inatacável no Benfica"

13 jan, 2022 - 13:45

Antigo dirigente do clube da Luz critica quem quer colar o presidente do Benfica às investigações a Luís Filipe Vieira. Capristano considera que os jogadores não foram corretos com Jorge Jesus e admite Nelson Veríssimo na próxima época.

A+ / A-

José Manuel Capristano critica quem quer colar as suspeitas que recaem sobre Luís Filipe Vieira a Rui Costa, que considera ser inatacável.

O presidente do Benfica deu explicações sobre vários dos temas do momento no clube, entre eles o o processo "Cartão Vermelho". Em entrevista a Bola Branca, o antigo dirigente José Manuel Capristano lamenta que na Luz haja "sempre pessoas que não olham aos meios para atingir os fins", mas defende a idoneidade de Rui Costa.

"O Rui Costa está acima dessas coisas, o Rui Costa tem uma vida limpa quer como jogador quer como dirigente. É um homem impoluto, é um símbolo do Benfica. O Rui Costa perdeu muito dinheiro para estar no Benfica, por isso há que ser respeitado. Os sócios e adeptos do Benfica que dizem essas atoardas deviam pensar duas vezes antes de atacar um homem que, para mim, é inatacável", atira o antigo vice-presidente.

Rui Costa admitiu que, na auditoria forense do Benfica à margem das investigações do Ministério Público, "não foi encontrado nada que demonstrasse que o Benfica tivesse saído lesado" nos três primeiros contratos analisados. No entanto, os advogados aconselharam o líder encarnado a "estender a auditoria aos restantes contratos".

José Manuel Capristano destaca que "os contratos enquanto contratos não têm nada de ilegal". "Também não sei se há algumas ilegalidades, porque nada foi comprovado", atenta o antigo dirigente.

Adeus Jesus, olá Veríssimo


Rui Costa reconheceu que Jorge Jesus ficou sem espaço no clube quando os jogadores se viraram contra ele. José Manuel Capristano considera que o ex-treinador não merecia aquela reação de um plantel que nunca deve esquecer que acima de tudo está o Benfica.

"Jorge Jesus não merecia isto dos jogadores, mas já é passado. O Benfica tem de olhar para o presente e para o futuro. Há que reconhecer que o Benfica é um clube muito grande, e os jogadores têm de unir sim, mas em volta de todos, um por todos e todos por um é o lema do Benfica e tem de continuar a ser", sublinha.

José Manuel Capristano alinha pelo discurso de Rui Costa, que deu uma prova de confiança a Nélson Veríssimo. Contudo, avisa que os resultados, como sempre, vão ser fundamentais.

"Se a campanha até ao final do campeonato for boa e Nélson Veríssimo alcançar os resultados que desejamos, não vejo nenhum inconveniente para que ele continue. Se o Benfica entrar na política da aposta com base na formação, é um homem que conhece bem os cantos à casa. Agora, se os resultados não aparecerem, se calhar a visão do presidente Rui Costa terá se ser outra", considera.

Voto de confiança "oportuno"


Nota também para a aprovação da "oportuna" renovação do voto de confiança no administrador da SAD Domingos Soares Oliveira, "um dirigente na área financeira de excelência".

"Domingos Soares Oliveira tem feito do Benfica um clube com resultados conhecidos, sendo o único clube português em que o ativo é superior ao passivo. Isso deve-se a várias pessoas, mas a liderar essas pessoas está o Domingos Soares Oliveira. Por isso, acho muito bem que Rui Costa confie numa pessoa que é profundamente fiável e confiável", conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+