Tempo
|
A+ / A-

Benfica

Jesus deixa Amorim sem resposta e elogia João Mário

02 out, 2021 - 14:55 • Redação

"Entrou como uma luva no Benfica", enaltece o treinador, que se recusa a comentar a provocação do homólogo do Sporting.

A+ / A-

Jorge Jesus recusou, este sábado, responder à provocação de Rúben Amorim, que dissera, na véspera, que João Mário "não teria a influência e o estatuto" no Sporting que tem tido no Benfica. Em vez disso, o treinador encarnado preferiu apenas elogiar o médio internacional português.

Em conferência de imprensa, Jesus destacou que "toda a gente conhece" João Mário e o que fez no Sporting e não só: "Custou 45 milhões [de euros] ao Inter de Milão. Tem de ter qualidade para custar o que custou."

"É um jogador que está habituado, como no ano passado, a ser campeão, que teve a influência que teve no rival e que trabalhou comigo. Achámos que ele era o jogador ideal para fazer aquela função. E não só. Ele é um jogador que pode fazer várias funções na estratégia e sistema tático da equipa. Entrou como uma luva no Benfica. Adaptou-se bem", vincou.

Além disso, aditou o treinador, "para além da qualidade técnico-tática", João Mário tem a "cultura de alguém bem estruturado mentalmente".

"Portanto, as coisas têm sido fáceis para ele [João Mário] e também há o fator de eu já o conhecer e de saber quais são as melhores qualidades dele e o que de melhor podíamos tirar dele", acrescentou Jorge Jesus.

Elogios a Weigl, que está "muito confiante"


Não só João Mário se tem valorizado com o bom momento do Benfica e "com a qualidade com que está a jogar". Julian Weigl, que "tem crescido com a equipa", também mereceu elogios de Jorge Jesus:

"Todos os jogadores que trabalham comigo há um ano e poucos meses conhecem muito melhor as ideias da equipa quando tem bola, quando não tem, estratégia, jogadas trabalhadas. Já sabem o que a equipa quer e isso faz com que o rendimento coletivo e individual seja muito maior. Está muito confiante. Depois, há outro fator que é o mais importante nos jogadores: quando a cabeça deles está boa, eles até correm mais e jogam mais do que pensam. É o que está a acontecer com o Julian."

O treinador destacou, ainda, a "resistência física" do médio alemão.

"No jogo com o Barcelona correu à volta de 12 quilómetros, uma média pouco habitual mas de um jogador com muita capacidade", elogiou.

Jorge Jesus fazia a antevisão do Benfica-Portimonense, jogo da oitava jornada do campeonato marcado para domingo, às 18h00, na Luz. Relato em direto na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+